uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Jardineiro exibiu órgãos sexuais e desafiou jovens

Tribunal de Benavente condenou homem de 65 anos mas suspendeu-lhe a pena

Um jardineiro de 65 anos confessou ter exibido os órgãos sexuais e ter desa-fiado duas raparigas de 14 anos para práticas sexuais a troco de dinheiro. O sexagenário, residente na zona de Benavente, foi condenado a 70 dias de prisão, mas ficou com a pena suspensa.

Edição de 09.03.2005 | Sociedade
O jardineiro que desafiou duas jovens para a prática de actos sexuais a troco de dinheiro e exibiu os órgãos sexuais a duas alunas de Benavente foi condenado a uma pena de 70 dias de prisão suspensa por dois anos. José Custódio Manuel, reformado com 65 anos, residente em Foros de Almada, vai ainda ter de pagar 150 euros à Associação de Apoio à Vítima (APAV) e metade das custas do processo. A sentença foi lida no dia 1 de Março, no Tribunal de Benavente.O antigo jardineiro da Câmara Municipal de Benavente confessou todas as acusações apontadas pelo Ministério Público, mas o MIRANTE apurou que há indícios de outras situações que, alegadamente, não foram denunciadas às autoridades por receio das vítimas. Fonte próxima de uma das vítimas explicou que o homem chegou a ser agredido por um familiar de uma das jovens, mas não apresentou queixa da agressão.O Tribunal deu como provado que em Fevereiro de 2002, o jardineiro abordou uma aluna de 14 anos junto da Escola EB 2/3 Duarte Lopes e ofereceu-lhe dinheiro para ir com ele. “ Dou-te o dinheiro que quiseres, se vieres comigo para trás dos prédios”, disse o arguido.A rapariga tentou afastar-se, mas não se livrou de ver o pénis do sexagenário e de ouvir insistentes convites. No dia 21 de Maio de 2002, na Urbanização da Ribassor, perto da escola, uma outra rapariga de 14 anos foi abordada com uma proposta semelhante. A jovem estava sentada à porta de casa quando o jardineiro a abordou com uma linguagem obscena e voltou a oferecer dinheiro para práticas sexuais. A jovem tentou fugir para dentro de casa e o homem, que tinha mais 50 anos que a rapariga, foi atrás dela, deu-lhe dois beijos na face e apalpou-lhe os seios. A vítima teve de receber tratamento no centro de saúde local porque ficou nervosa e perturbada.O juiz considerou que o arguido agiu de forma deliberada, livre e consciente e não demonstrou qualquer arrependimento. José Custódio Manuel foi condenado a 60 dias de prisão por um crime de exibicionismo (punido com uma pena de prisão até um ano ou pena de multa até 120 dias) por ter exibido os órgãos sexuais às duas alunas e a mais 30 dias de prisão por um crime de injúria (punido com pena até 3 meses ou com multa de 120 dias). O juiz fixou o cúmulo jurídico em 70 dias e suspendeu a pena porque o arguido não tinha antecedentes criminais. Nelson Silva Lopes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...