uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Páscoa animada em Constância

Páscoa animada em Constância

Festas de Nossa Senhora da Boa Viagem prometem três dias em cheio

Música, exposições, tasquinhas, desporto e as habituais manifestações religiosas preenchem o programa das Festas de Nossa Senhora da Boa Viagem, que se realizam em Constância no fim-de-semana de Páscoa. A seca não vai afectar o colorido desfile de embarcações Tejo acima, até à foz do Zêzere, em busca da bênção da padroeira dos navegantes.

Edição de 16.03.2005 | Cultura e Lazer
A navegabilidade dos rios Tejo e Zêzere está garantida durante os festejos de Nossa Senhora da Boa Viagem e do concelho de Constância, a decorrer de 27 a 29 de Março. Está assim assegurada a realização do habitual desfile de dezenas de embarcações engalanadas, provenientes de mais de 20 concelhos ribeirinhos, junto à foz do Zêzere, na segunda-feira, dia 28, feriado municipal.Nestes dias, Constância é um mar de cor com as suas ruas cobertas de milhões de flores de papel, que durante semanas e semanas a população do concelho vai fazendo com mestria e paciência. Um trabalho de milhares e milhares de horas para três dias de festa. A curta duração dos festejos para tanto trabalho tem sido algumas vezes questionada, mas o presidente da câmara, António Mendes (CDU), responde com a pouca capacidade financeira do município. “Já pensámos fazer uma semana de festa, como acontece na Chamusca, mas não temos possibilidade”, afirmou o autarca na conferência de imprensa promovida no dia 10 de Março para divulgação do evento.O orçamento para a festa é de 120 mil euros, sendo cerca de 60 por cento garantido por vários patrocinadores. “É um orçamento pequeno, mas para nós já é muito”, continua o autarca, salientando que a realização destes festejos, de relevância regional, só é possível devido ao empenho de toda a população, quer individualmente, quer através de associações, escolas e outras entidades concelhias.A pouca água dos rios, particularmente do Zêzere foi mais um problema este ano, em que a chuva teima em não cair. No entanto, foi possível garantir a sua navegabilidade através de um acordo com as centrais hidroeléctricas que vão abrir as comportas injectando 25 mil litros de água por segundo, na segunda-feira, durante um tempo determinado. “Mas não vai haver desperdício de água”, esclareceu António Matias, assessor cultural do município. Nesse dia, a água vai ser utilizada para a produção de energia eléctrica, diminuindo a produção nas centrais termoeléctricas.Para além do cortejo dos barcos, do programa das festas faz parte a 20.ª Descida dos Três Castelos, onde são esperados mais de 300 canoístas que também ficaria inviabilizada se não houvesse água suficiente nos rios.No entanto, a festa não é só o rio. Exposições, artesanato, espectáculos musicais e feira de actividades económicas vão decorrer sob o céu florido de Constância. Vão estar presentes mais de 60 artesãos vindos de norte a sul do país e na feira estarão presentes mais expositores.Por outro lado, com a reabertura da ponte sobre o Zêzere os acessos à vila vão estar mais facilitados e o presidente António Mendes informou que haverá mais e melhores estacionamentos.A festa será oficialmente inaugurada no sábado, dia 26, pelas 15h00, no largo do Olival com a abertura da mostra de artesanato e da feira de actividades económicas. O museu e o seu espólio de cerâmicas vai estar aberto durante os dias do evento, assim como o Centro Ciência Viva – Parque de Astronomia que fechará apenas na segunda-feira.Margarida Trincão
Páscoa animada em Constância

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...