uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Posto de medicamentos acaba com as faltas em Benavente

Posto de medicamentos acaba com as faltas em Benavente

Farmácia Martins assegura dispensa de remédios à população

O novo posto de venda de medicamentos que chegou há um mês a Benavente já está a dispensar à população os remédios que faltavam na vila. A solução encontrada para fazer face às lacunas verificadas na única farmácia da terra agrada a utentes e autarcas.

Edição de 16.03.2005 | Sociedade
Faltam alguns minutos para as três da tarde. Em frente à ambulância de medicamentos de Benavente, a funcionar há um mês na Rua Diário de Notícias, nas traseiras do mercado municipal, Vasco Paulo, 68 anos, aguarda a abertura das portas. O letreiro luminoso que assinala a existência do posto de venda de medicamentos ainda não está colocado, mas os clientes já vão procurando o novo espaço. O utente avia uma receita para a neta. Desta vez não saiu de mãos a abanar. O mesmo não aconteceu há algumas semanas quando se deslocou à única farmácia da vila, depois de uma ida ao centro de saúde. “Acabámos por ter que ir a Samora Correia comprar os medicamentos. A farmácia está aberta durante a noite, mas é como se não estivesse porque não tem os medicamentos”, revela o utente.O novo posto de venda de medicamentos, explorado pela Farmácia Martins de Salvaterra de Magos, foi criado provisoriamente para dar resposta às graves falhas de stock da única farmácia existente na vila.A solução provisória encontrada pelo Infarmed vai manter-se até à abertura de uma segunda farmácia em Benavente. O concurso para atribuição do alvará está já a decorrer. A ideia agrada aos utentes que durante o dia deixam de ter que deslocar-se às freguesias vizinhas para comprar os medicamentos.Foi isso que aconteceu a Custódia Racha, 76 anos. Há cerca de um mês esteve com gripe e os familiares foram obrigados a deslocar-se a Salvaterra de Magos para conseguir os medicamentos. “A farmácia de Benavente não tinha os remédios e quando não se consegue num lado tem que se ir a outro”, reconhece.Custódia Racha, que vive mesmo em frente ao novo posto de venda, é uma das primeiras a aplaudir a ideia. Tal como Jorge Neto, 81 anos. Era cliente assíduo da única farmácia da vila, mas raras vezes encontrava os medicamentos que procurava. “Quando não era urgente comprava em Lisboa. A criação do posto foi uma boa solução”, avalia.Uma questão de saúde públicaA directora técnica da Farmácia Martins, Isabel Alves, foi a única a aceitar o repto lançado aos proprietários de farmácias da zona numa reunião com a Ordem dos Farmacêuticos. Até à abertura do novo posto de venda a ambulância irá garantir a dispensa de medicamentos à população.Normalmente uma ambulância de medicamento funciona apenas durante parte do dia, mas dadas as circunstâncias de Benavente o Infarmed autorizou o funcionamento durante todo o dia, entre as 9h00 e as 19h00, com intervalo das 13h00 às 15h00. “Solicitei ao Infarmed o horário completo, uma vez que as necessidades eram muitas”, esclarece Isabel Alves. A proprietária teve que contratar três pessoas, uma das quais farmacêutica, e fez um grande investimento num espaço que é apenas provisório. Isabel Alves não espera enriquecer com a exploração do espaço. “Ninguém vem para cá para ganhar dinheiro. É muito triste ir ao médico e não ter depois os medicamentos. Aceitei este desafio por uma questão de saúde pública e de obrigação e ética profissional”, justifica.Quem se mostra particularmente satisfeito com a solução encontrada é o autarca de Benavente. “As reclamações eram diárias. As pessoas chegavam à farmácia e não havia medicamentos”, descreve António Ganhão. O autarca tem esperança de que em breve a vila possa voltar a ter as duas farmácias, tal como acontecia há alguns anos, garantindo assim o funcionamento ininterrupto da venda de medicamentos, uma vez que o centro de saúde faz o serviço nocturno.O nosso jornal contactou o Infarmed para saber para quando está prevista a abertura da nova farmácia, mas até ao fecho da edição não foi possível obter qualquer resposta.Ana Santiago
Posto de medicamentos acaba com as faltas em Benavente

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...