uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Virgílio Arruda regressou à Ribeira

José Miguel Noras doou retrato do ex-jornalista e escritor à terra onde nasceu

Um retrato de Virgílio Arruda pintado pelo mestre Américo Marinho foi comprado por José Miguel Noras aquando de uma exposição no Centro Cultural Regional e doado, sábado, à Junta da Ribeira de Santarém, que reuniu em sessão extraordinária a sua assembleia de freguesia para receber a obra.

Edição de 23.03.2005 | Cultura e Lazer
Virgílio Arruda foi um homem de Santarém que, segundo José Miguel Noras, presidente da Assembleia Municipal de Santarém, instalou o jornalismo e a literatura periódica em Portugal merecendo, por isso, dar o seu nome a um prémio jornalístico. “Disponibilizo-me desde já a suportar 50 por cento do valor desse prémio destinado a jovens jornalistas e licenciados em comunicação social”, referiu, sugerindo o envolvimento da Câmara de Santarém, de entidades e de personalidades.Um repto com que o presidente da Câmara de Santarém, Rui Barreiro, concordou. “Posso ainda revelar que estamos a negociar a criação de um núcleo do Museu Nacional de Imprensa em Santarém ou a criação de um núcleo próprio, perpetuando a memória de Virgílio Arruda”, adiantou. Convidado a falar sobre Virgílio Arruda, o historiador Joaquim Veríssimo Serrão destacou os seus textos magníficos e a importância da Ribeira de Santarém de outrora, salientando ser importante publicar os textos de Virgílio Arruda e ter o seu espólio num lugar de destaque da biblioteca municipal.O director do Correio do Ribatejo, Paulo Narciso, revelou que entre a data de nascimento e de falecimento (16 de Outubro e 3 de Janeiro próximos), o jornal de que Virgílio Arruda foi director vai organizar colóquios, uma exposição e a eventual edição de uma obra com o seu espólio, recordando a leitura diária que faz das crónicas e cartas que o seu antecessor escreveu. O responsável do jornal aproveitou para oferecer à junta de freguesia o primeiro número que Virgílio Arruda assinou no Correio do Ribatejo. Virgílio Arruda nasceu a 16 de Outubro de 1905 na Ribeira de Santarém, tendo falecido a 3 de Janeiro de 1989, após 54 anos e oito meses como director do Correio do Ribatejo

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...