uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Eficácia e consistência valeram três pontos

Eficácia e consistência valeram três pontos

Assentis ganha em Salvaterra e entra com pé direito na disputa do título da II Divisão

O jogo entre o Salvaterrense e o Assentis, a contar para a segunda jornada do apuramento do campeão da II Distrital, acabou por ser um jogo sem grande interesse e jogado a meio gás pelas duas equipas. O Assentis marcou a terminar a primeira parte e conseguiu segurar uma vantagem mínima que o coloca em boa posição para conquistar o título.

Edição de 23.03.2005 | Desporto
O Assentis ganhou este domingo em Salvaterra de Magos, em jogo a contar para a segunda jornada do apuramento do campeão do Campeonato Distrital da Segunda Divisão da Associação de Futebol de Santarém.A vitória da equipa do concelho de Torres Novas foi selada em cima do intervalo, com um golo de João Alexandre, que aproveitou bem uma desatenção da defensiva Salvaterrense, que deixou o jogador do Assentis com espaço e tempo para controlar a bola e visar a baliza.O golo acaba por confirmar uma vitória que foi justa, pois a formação de Assentis entrou melhor em campo e dominou toda a primeira parte, período em que dispôs de várias oportunidades para marcar, tendo mesmo chegado ao golo, aos 19 minutos. Só que, dessa vez, numa decisão que ninguém percebeu, o árbitro auxiliar, Carlos Lercas, invalidou um golo que pareceu claramente legal.A jogada começou à saída do meio campo do Assentis. Num lance puro de contra-ataque, Miranda pegou na bola, passou em velocidade por dois defesas do Salvaterrense, correu para a baliza e fez um chapéu perfeito a Sérgio Nunes, colocando a bola no fundo da baliza.Só que o auxiliar de Luís Oliveira anulou o lance por alegado fora de jogo, pelo menos foi essa a sinalética que fez, uma decisão que surpreendeu até o árbitro, que perguntou alto e bom som “o que é que foi?”. Carlos Lercas assinalou a falta e anulou assim um golo que pareceu mais que legal.A única oportunidade de golo para a equipa de Salvaterra surgiu aos 43 minutos. Os dois defesas do Assentis que estavam na zona central da grande área foram ambos atrás de Cardoso, deixando José Fernandes livre em frente ao guardião Coelho. O avançado do Salvaterrense rematou com força mas a bola acertou no poste e acabou por afastar-se da baliza, para desespero dos jogadores e adeptos da equipa da casa.Este lance foi uma espécie de canto do cisne para o Salvaterrense, que dois minutos depois sofreria o golo de João Alexandre, que estabeleceria o resultado final.A segunda parte foi dominada claramente pela equipa de Salvaterra de Magos, que no entanto nunca conseguiu furar a muralha defensiva do Assentis. Apesar de terem a bola em seu poder durante muito mais tempo, os jogadores da equipa da casa não conseguiam jogadas com princípio, meio e fim.Foi por isso uma pressão inconsequente dos comandados de Filipe Lobeiro, que assim viram esfumar-se a vantagem conquistada uma semana antes na Meia Via. O lance mais flagrante acabaria por pertencer mais uma vez ao Assentis. A um minuto dos 90, após uma jogada conduzida por Ruben pela esquerda, João Alexandre, livre de marcação ao segundo poste, chutou por cima, desperdiçando o 2-0, resultado que seria demasiado penalizante para o Salvaterrense.Mesmo sem três habituais titulares – o central Luís Alves, o médio Danny e o avançado André – o Assentis foi a melhor equipa em campo, trocando melhor a bola e jogando mais em equipa que o Salvaterrense, cujos jogadores se perderam muitas vezes em lances individuais.Com esta vitória o Assentis igualou o Salvaterrense no comando do campeonato que decide a atribuição do título da segunda divisão distrital. As duas equipas têm três pontos, mas os torrejanos têm a vantagem de ter vencido este confronto directo. Estão assim no bom caminho para repetir um título conquistado há dois anos.O trio de arbitragem teve uma actuação com alguns erros e sem grande brilho. Além de alguma desigualdade de critérios, ficou na imagem de todos quantos assistiram ao jogo o golo anulado ao Assentis.
Eficácia e consistência valeram três pontos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...