uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Prémio merecido

Juvenis do Cartaxo venceram em Rio Maior e cimentaram liderança da Série A
Edição de 23.03.2005 | Desporto
A equipa de juvenis do Sport Lisboa e Cartaxo venceu este domingo de manhã a sua congénere do Núcleo Sportinguista do Cartaxo, em jogo a contar para a nona jornada do Campeonato distrital da categoria e isolou-se ainda mais no comando da Série A, estando agora a um passo de vencer a série e discutir o título com o vencedor da Série B.O jogo tinha contornos de decisivo para ambas as equipas - primeiro e segundo classificados - que se encontravam separadas por três pontos. Uma vitória dos cartaxeiros deixaria a equipa com seis pontos de vantagem, enquanto uma vitória dos riomaiorenses, igualaria os dois clubes no topo da classificação.E acabaria por ser a equipa do Cartaxo a levar a melhor, com um golo de Flávio, marcado a oito minutos do final do jogo, após um excelente cruzamento de David, que apanhou o seu colega de equipa sozinho ao segundo poste.O golo acabou por colocar alguma justiça no marcador, pois a formação do Cartaxo foi sempre a equipa mais perigosa em campo, pressionando o último reduto adversário, apesar de estar em vantagem na classificação e de jogar no terreno do adversário.O trio atacante da equipa do Cartaxo, formado por David, Capêto e Miguel cedo começou a levar perigo até à área adversária, sem no entanto conseguirem entrar no último reduto dos riomaiorenses, que tinham no lateral direito Joel o seu melhor elemento. Os remates de longe eram a solução mais procurada pelos atacantes visitantes, mas a bola nunca entrou.A pressão do Cartaxo aumentou no segundo tempo e à meia hora de jogo chegaria o golo que já se esperava mas que o árbitro anulou de forma incompreensível. O lance começou com um remate fora da área que levou a bola a bater no poste e a ir parar aos pés de David, que, em posição perfeitamente legal, rematou para o fundo das redes. O auxiliar João Bento levantou a bandeirola anulando o golo, decisão que deixou jogadores e adeptos de boca aberta. Até os do Rio Maior.Mas a justiça seria reposta dois minutos depois, com o golo de Flávio, que deu à sua equipa uma vitória merecida e que poderia ter sido ampliada cinco minutos depois, não fosse o chapéu de Capêto bater na parte superior da trave do N.S. de Rio Maior.Esta foi a nona vitória consecutiva do Cartaxo em outros tantos jogos que já realizou nesta segunda fase do campeonato. A equipa caminha tranquilamente para discutir o título com o vencedor da Série B, actualmente liderada pelo Ferreira do Zêzere, que tem cinco pontos de avanço sobre a Escola de Alcanena. Treinadores reconhecem mérito do CartaxoNo final do jogo quer Pita, treinador do Núcleo Sportinguista de Rio Maior, quer Paulo Mendonça, técnico do Cartaxo, reconheceram que o resultado se adaptou ao que se passou em campo.“Foi um jogo muito intenso. Por alguma razão as duas equipas estavam nos primeiros lugares. Sabíamos que íamos ter dificuldades, tentamos contrariar ao máximo, conseguimos até quase final, mas não me custa nada admitir que o Cartaxo é a melhor equipa desta série”, afirmou Pita, num cumprimento repleto de fair-play.Depois deste resultado, o objectivo principal da equipa riomaiorense passou a ser a manutenção do segundo lugar, classificação perfeitamente ao seu alcance.Do lado do Cartaxo, Paulo Mendonça diz que o primeiro objectivo, a vitória na série, está cada vez mais perto, estando a equipa consciente da importância de não adormecer para vencer o distrital e subir aos cam-peonatos nacionais.Reconhecendo que os seus jogadores entraram algo nervosos e pouco adaptados ao relvado sintético, o técnico do Cartaxo elogiou a reacção dos seus pupilos que apelidou de “valentes”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...