uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Incêndio consumiu pilha de lenha

Numa fábrica de carvão em Ulme
Edição de 23.03.2005 | Sociedade
Um incêndio na Zona Industrial de Ulme (Chamusca) consumiu na madrugada de dia 16 uma pilha de lenha com 70 metros de comprimento e 20 metros de altura, numa fábrica de carvão. A madeira ardeu durante toda a noite. O incêndio, que começou cerca das 22h00 de dia 15 de Março, só foi dado como extinto às nove da manhã do dia seguinte.O fogo verificou-se no exterior de uma fábrica de carvão, a qual não foi atingida, tendo ardido um camião velho, que era usado para fazer o transporte da madeira da pilha para o interior da unidade. Tudo aponta que terá sido um curto-circuito na grua que estava montada no veículo que deu origem ao incêndio. As chamas foram combatidas por 40 elementos e 14 viaturas das corporações de bombeiros de Chamusca, Alpiarça, Torres Novas, Entroncamento, Golegã, Constância e Almeirim. Segundo o comandante dos Bombeiros da Chamusca, Manuel Rufino, as instalações não estiveram em perigo. O incêndio levou muito tempo a ser combatido devido à forma como o combate teve que ser efectuado. “Tratava-se de uma enorme pilha de lenha de sobro, com a cortiça ainda agarrada, por isso o combate teve quer ser feito de fora para dentro da pilha, fomos afastando a lenha, até chegarmos ao centro do incêndio, e então, com uns largos milhares de litros de água, conseguirmos extingui-lo”, disse o comandante.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...