uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Preocupações tiram o sono a empresário

José Silvestre insiste em defender os trabalhadores
Edição de 23.03.2005 | Sociedade
O proprietário da David & Sucessores, empresa de transportes e logística na área das bebidas, fez-se acompanhar de diversas colaboradoras na última reunião pública da câmara realizada no dia 16 de Março em Vila Franca.Com uma voz emocionada e irritada apelou à câmara para que pondere no futuro de dezenas de famílias que dependem da legalização da unidade. Enquanto José Silvestre falava, uma das colaboradoras que encontrou na empresa o seu primeiro emprego não evitou algumas lágrimas. A emoção estendeu-se às colegas que a acompanhavam. “Há dois meses que não durmo porque estou a defender os interesses dos meus colaboradores. Eu podia acabar com a empresa e ir passear, mas sou responsável e sou um trabalhador como eles”, disse o empresário.O proprietário da empresa explicou que falou com vários autarcas antes de iniciar a construção e que foi o presidente da Junta de Freguesia de Vialonga que o incentivou a avançar porque ia criar 40 novos postos de trabalho para a freguesia. “Ele disse que estava ao meu lado. E agora?”, questionou. O autarca vialonguense Manuel Valente (CDU) disse a O MIRANTE que não autorizou nada porque nem sequer tinha poderes para o fazer.José Silvestre recorda que foi pressionado a avançar com a construção porque tinha de sair do local onde estava e onde pagou 1,2 milhões de euros em cinco anos. “Não poderia continuar lá”, disse. O empresário recebeu o terreno da Granja como herança de uma tia que era também a proprietária dos terrenos anexos vendidos à Obriverca.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...