uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Alverca tem um novo santuário

Alverca tem um novo santuário

Inauguração da Igreja dos Pastorinhos juntou milhares de fiéis

Milhares de fiéis participaram nas cerimónias da inauguração da Igreja dos Pastorinhos de Fátima em Alverca. O templo custou cinco milhões de euros e inclui o terceiro maior carrilhão do mundo.

Edição de 04.05.2005 | Sociedade
São três da tarde de domingo. Um helicóptero da Força Aérea Portuguesa aterra no estádio do Futebol Clube de Alverca debaixo de uma enorme ovação de mais de cinco mil pessoas que enchem as bancadas. Os militares transportam as imagens de Nossa Senhora de Fátima e dos bem aventurados pastorinhos Jacinta e Francisco Marto. Agitam-se lenços brancos e no rosto dos fiéis caiem lágrimas de emoção. “Confesso que senti vontade de chorar”, explica o actor João de Carvalho, a voz oficial da cerimónia.O dia 1 de Maio jamais se apagará da história de Alverca. A cidade foi transformada num santuário nas duas horas que antecederam a inauguração da nova Igreja dos Pastorinhos de Fátima. A torre de 47 metros de altura inclui o terceiro maior carrilhão do mundo com 69 sinos. O templo custou cinco milhões de euros (um milhão de contos) e foi inaugurado pelo Cardeal Patriarca de Lisboa D. José Policarpo depois de uma procissão que fez a ligação entre o estádio e a igreja. “É uma emoção muito grande. Só comparável ao momento em que estive perto do Papa João Paulo II”, explica João Ribeiro, um engenheiro civil que se deslocou de Loures para participar na manifestação de fé. João não conseguiu lugar no interior da igreja onde a entrada foi reservada para convidados e portadores de livres trânsito. No exterior um ecrã gigante transmite toda a celebração para uma assembleia de milhares de fiéis. Com um terço na mão, Maria Armanda segue atentamente a liturgia. Ao seu lado, o marido Fernando explica que sente um enorme orgulho na nova Igreja. “É um monumento único e está lindo”, diz.O templo é moderno e na fachada principal em tons de madeira tem as fotos gigantes dos dois pastorinhos. Quando Lúcia for beatificada também terá lugar na nova igreja, garantiu o Padre José Maria Cortes, o pároco de Alverca e o timoneiro de um projecto que deu corpo a um sonho com 30 anos.A construção do complexo pastoral envolveu toda a cidade e muitos fiéis anónimos. Apesar da boa resposta da comunidade religiosa, a paróquia só conseguiu pagar 20 por cento do valor final com as receitas da venda das garagens e os donativos. “Fizemos o que devíamos e agora devemos o que fizemos”, ironiza o padre José Maria Cortes.O sacerdote confessa que ao longo da obra passou por momentos angustiantes e várias fases dramáticas. “Felizmente tivemos uma grande compreensão do empreiteiro”, realça. A paróquia recorreu à banca e tem agora uma “enorme” dívida sobre os ombros.Mas em dia de festa, as preocupações financeiras são esquecidas e as lágrimas são de alegria. O Padre José Maria Cortes explica que a ideia de construir uma igreja dedicada aos pastorinhos teve a ver com vários factores. A obra ter sido decidida no ano da beatificação dos irmãos Jacinta e Francisco, Alverca ter muitas crianças e ser uma cidade a caminho do Santuário de Fátima.A igreja é um templo moderno com muita madeira e enormes paredes de betão. Ao fundo um altar da nova linha é iluminado pela luz natural. Os bancos ainda cheiram a madeira e estão preparados para receber 450 pessoas.O complexo paroquial inclui várias salas e gabinetes de trabalho, espaços de convívio e actividade pastoral. “É uma igreja de sonho”, diz Sofia Bento, uma jovem visitante.Nelson Silva Lopes
Alverca tem um novo santuário

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...