uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Jardim de infância fechado por falta de educadora

DREL e agrupamento escolar remetem-se ao silêncio sobre caso de Aldeia da Ribeira
Edição de 09.11.2005 | Sociedade
A sala de jardim-de-infância criada este ano lectivo pela Câmara de Santarém na Aldeia da Ribeira, Alcanede, ainda não se encontra a funcionar, por não ter sido destacada para o espaço uma educadora de infância.O assunto foi suscitado pelo vereador Rui Barreiro (PS) na reunião do executivo municipal de segunda-feira. O autarca lamentou que o “empenhamento da câmara junto do Governo” esteja a ser posto em causa por um problema burocrático e administrativo.A vereadora da Educação, Lígia Batalha (PSD), informou que já pediu esclarecimentos à Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo (DREL) há mais de uma semana e que não soube mais nada.Já o vice-presidente da câmara, Ramiro Matos (PSD), afirmou saber que o problema está a ser tratado a nível da Secretaria de Estado da tutela. “Não compreendo porquê, porque geralmente é a DREL que trata destes casos”, declarou.O MIRANTE contactou a presidente do Conselho Directivo do Agrupamento de Escolas de Alcanede para tentar obter mais esclarecimentos sobre o assunto mas Silvina Bernardino não soube adiantar qualquer informação. Nem sequer sobre o número de crianças que estão a ser afectadas.O nosso jornal contactou também a DREL mas, apesar de nos terem remetido para os sectores da rede escolar, secretariado, recursos humanos e pedagógico, não houve qualquer responsável que nos pudesse elucidar sobre o processo.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...