uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Carlos Luís, 27 anos, Moçarriense

CROMOS DA BOLA

Carlos Luís é um exemplo de dedicação ao clube da sua terra, o único que representou até hoje. Começou nos juniores, onde jogou duas épocas e já leva nove épocas como sénior, num total de 11 anos ao serviço do Moçarriense. Com quase dois metros de altura, é um dos defesas centrais mais respeitados da segunda divisão distrital.

Edição de 01.03.2006 | Desporto
Se pudesse vivia apenas do futebol?Se pudesse ganhar algum dinheiro com a bola, ganhava. Mas viver só do futebol não sei. Era capaz de se tornar muito monótono pensar só em bola e em treinar. Só se fosse mesmo com um grande ordenado. Se recebesse uma proposta boa, por mais de quinhentos contos, ai se calhar já valia a pena.Qual foi o jogo que melhor lhe correu?O que mais me lembro foi aqui em casa, contra o Salvaterrense. Estávamos empatados 1-1 e houve um livre no último minuto que eu nem queria marcar. Mas começaram todos a dizer para eu ir marcar e eu fui. Fiz golo e ganhámos por 2-1 num ano em que eles subiram e foi a única derrota que tiveram. Foi um golo que me ficou na memória.E qual o que correu pior.Há vários mas não me lembro de nenhum em especial. Recordo-me é das quatro lesões que tive e que são sempre situações chatas.Costuma ter uma boa relação com os árbitros?Quando vejo que eles estão a trabalhar bem não digo nada mas quando vejo que nos estão a prejudicar sou um bocado impulsivo. O treinador até já me avisou por causa disso.Gostava de ser árbitro?Não. Independentemente de às vezes não estar de acordo com as decisões deles, sei que têm um papel muito difícil no jogo. O meu feitio não dava para ouvir certas coisas que eles ouvem.Este é o ano do Moçarriense subir finalmente à I Divisão?Esperemos que sim. As coisas têm estado a correr bem, temos jogado e temos ganho e é claro que queremos subir. Já cá estou há dez anos e gostava de estar nem que fosse apenas um ano na primeira divisão.A equipa está unida?Está. É um grupo muito unido. Temos 21 ou 22 jogadores e nem sempre conseguimos ter muita gente para treinar mas a equipa está muito unida e acredito que temos força para levar o barco para a frente.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...