uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Caixeiros, Benavente e Vialonga discutem o título

Caixeiros, Benavente e Vialonga discutem o título

Três equipas ribatejanas na fase final do Campeonato Nacional de Andebol da Segunda Divisão

As equipas de andebol dos Empregados do Comércio de Santarém (Caixeiros), da Associação Desportiva e Cultural de Benavente e do Grupo Desportivo de Vialonga iniciam sábado a fase final do campeonato nacional da segunda divisão. Quem ficar entre os quatro primeiros sobe à primeira divisão.

Edição de 08.03.2006 | Desporto
As equipas de andebol sénior masculino do Grupo de Futebol dos Empregados do Comércio de Santarém (Caixeiros), da Associação Desportiva e Cultural de Benavente e do Grupo Desportivo de Vialonga apuraram-se para a fase final do campeonato nacional da segunda divisão, fazendo parte do grupo de oito clubes que irão decidir o título nacional da categoria.A primeira fase do campeonato terminou no último fim de semana de Fevereiro, com duas equipas ribatejanas – Caixeiros, na Zona Centro, e Vialonga, na Zona Sul, a sagrarem-se vencedores de zona e a garantirem o apuramento automático para a fase final de discussão do título.A ADC de Benavente foi o segundo melhor terceiro classificado de todas as séries, o que lhe valeu o último lugar do grupo de oito equipas que se apurou para a fase final.Pelo caminho ficaram o Clube de Andebol de Torres Novas, que terminou no quarto lugar com os mesmos pontos do Benavente e o Núcleo de Andebol de Samora Correia, sexto na Zona Sul. Estas duas equipas irão agora participar na fase de apuramento, que começa a 18 de Março e que decidirá quem vai descer de divisão.Quanto a Caixeiros, Benavente e Vialonga, começam já este sábado, 11 de Março, a discussão pelo título e a subida à primeira divisão. Além das três formações ribatejanas, irão estar presentes nesta fase Afifense, Senhora da Hora, Portomosense, Torreense e União e Progresso.As equipas jogarão no sistema de todos contra todos, a duas voltas, e no final a equipa mais pontuada será a campeã nacional da segunda divisão. Os quatro primeiros classificados sobem à primeira divisão.Ambições diferenciadasA equipa dos Caixeiros, de Santarém, assume-se como uma das favoritas à conquista do título. O treinador da equipa, Artur Roldan, disse ao nosso jornal que a sua formação entra em todos os jogos para ganhar e o objectivo é claramente ser campeão nacional.Na época passada a formação de Santarém sagrou-se campeã nacional da terceira divisão, uma dinâmica de vitória que pretende manter este ano.Para atingir o título, os Caixeiros reforçaram-se com o guarda-redes João Marques, que já jogou no Sport Lisboa e Benfica e no Belenenses, e Ricardo Vilela, que era central dos encarnados, tem também um pré-acordo verbal com o clube.Em crescendo de forma e de resultados, a jovem formação da Associação Desportiva e Cultural de Benavente (ADCB), que na segunda volta venceu oito jogos e perdeu apenas um, tendo derrotado na última jornada os Caixeiros, tem como grande objectivo ficar entre os quatro primeiros.“Começámos mal porque tínhamos muitos jogadores na faculdade que não podiam treinar, mas assim que a disponibilidade deles foi maior para os treinos melhorámos os resultados. Temos o plantel sénior com oito juniores, cinco seniores do primeiro ano e apenas 3-4 jogadores mais velhos, pelo que temos equipa para vários anos”, resumiu ao nosso jornal o treinador da ADCB, José Branco.O técnico diz que o maior objectivo da época, que era chegar a esta fase final, está alcançado, agora tudo o que vier por acréscimo é bom.Opinião semelhante tem o responsável pela secção de andebol do Vialonga. Eduardo Pedroso recordou ao nosso jornal que a secção foi criada hà apenas quatro anos e que tem sido um trajecto de sucesso.“Na primeira época, em 2003-2004, não ganhámos nenhum jogo. Na época seguinte fomos campeões regionais de Lisboa e agora estamos com possibilidades de subir de divisão. Não estamos obcecados com isso, até porque temos consciência que há equipas muito boas, mas temos um grupo de trabalho muito bom e se conseguirmos o apuramento tanto melhor”, disse a O MIRANTE.No início da época, a secção de andebol colocou como único objectivo aos atletas que dignificassem a camisola que vestem, mas dentro da equipa desde logo colocaram como meta chegar à fase final. “É um grupo maravilhoso. Temos 19 jogadores a quem o clube oferece apenas o transporte para os jogos fora de casa e as refeições. Jogam apenas por amor ao clube e à modalidade e não pedem mais em troca. Nós também não podíamos dar porque não queremos estar a prometer o que depois não podemos cumprir”, concluiu Eduardo Pedroso.
Caixeiros, Benavente e Vialonga discutem o título

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...