uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Produtores de tomate antecipam novas quedas de preço

Edição de 08.03.2006 | Economia
Os produtores de tomate em Portugal prevêem que 2006 volte a ser um ano com excesso de produção e de novas descidas dos preços, segundo as conclusões do II Seminário Internacional do sector, que decorreu no fim-de-semana em Mora.“Haverá excedentes de produção como em 2005 e a baixa dos preços vai continuar”, disse o secretário-geral da Associação dos Industriais de Tomate (AIT), Miguel Cambezes.Em comunicado, os produtores referem que a China e os EUA vão quase duplicar as suas produções em 2006, enquanto a Europa deverá registar um ligeiro decréscimo.Ainda assim, Portugal deve voltar a confrontar-se com excesso de produção de tomate, o que deve pressionar em baixa o seu preço.Os produtores dizem que a actual crise do sector resulta da “quase ausência de procura interna”, pelo que a aposta deve ser no fomento do consumo de derivados de tomate.Em 2005, a transformação de tomate em Portugal representou 140 milhões de euros, mais 20 por cento do que no anterior, e cerca de 1,2 milhões de toneladas.Nos últimos 10 anos, a área de exploração de tomate em Portugal desceu de 4.093 para 2.600 hectares.No entanto, a produção subiu de 50 para 70 toneladas no mesmo período, devido à política de subsídios e de ajudas aos preços.Durante o seminário, Cristina Lobillo, da Direcção Geral de Agricultura, da Comissão Europeia, garantiu ainda que as ajudas no âmbito da Política Agrícola Comum se irão manter no tomate até 2013.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...