uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Um exemplo a seguir

Um exemplo a seguir

Jorge Sampaio enaltece o trabalho desenvolvido pela Renova e apela à internacionalização das marcas portuguesas
Edição de 08.03.2006 | Economia
O Presidente da República visitou sexta-feira a fábrica de papel Renova, em Torres Novas. Naquela que foi a sua última visita oficial a empresas, Jorge Sampaio, apelou ao investimento na inovação e formação, no sentido de se abrir caminho para a internacionalização das marcas nacionais. E enalteceu o trabalho desenvolvido pela empresa torrejana.Jorge Sampaio destacou a Renova pela coragem que tem demonstrado além fronteiras, na luta contra as dificuldades da introdução de produtos portugueses em território internacional. “Esta é uma empresa em crescimento flagrante, que incorpora diariamente inovação em tudo o que é criação de novos produtos”. E por isso “um exemplo a seguir pelos empresários portugueses”, declarou.O Presidente defende que a conquista do mercado internacional depende da conjugação de factores como a inovação, a aprendizagem e a competição, e salienta a importância do relacionamento entre as universidades e as empresas portuguesas. “Temos hoje ligações entre universidades e empresas que são cada vez mais intensas. Isso é importante para a inovação dos processos tecnológicos para a criação de novos produtos”, disse Jorge Sampaio.Segundo o Presidente, é preciso que haja uma exigência cada vez maior no que se refere à qualidade do ensino, de forma a garantir o sucesso das marcas nacionais: “É um caminho que temos de trilhar e temos de ter a noção de que precisamos de pessoas cada vez melhor preparadas” para lutar contra as adversidades que o país atravessa.Jorge Sampaio fez referência a todos os empresários que de alguma forma “trabalham no sentido de fazer progredir as empresas” e destacou Paulo Pereira da Silva, presidente do conselho de administração da Renova, pela capacidade de fixação das pessoas, através da criação de emprego a nível regional, numa altura em que o país enfrenta a maior crise de sempre em relação às taxas de desemprego.Carla Paixão
Um exemplo a seguir

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...