uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Pega rija homenageia forcados

Pega rija homenageia forcados

Monumento será inaugurado a 4 de Junho junto à praça de Vila Franca

O monumento ao forcado está quase pronto e será inaugurado no dia 4 de Junho. Uma escultura com um toiro e dois forcados será colocada junto da praça de toiros de Vila Franca.

Edição de 15.03.2006 | Cultura e Lazer
Um forcado da cara e um primeiro ajuda valente, ambos com 2,10 m de altura, e um toiro com quatro metros de cumprimento. Foi desta forma que o escultor José Miguel Franco Sousa concebeu o monumento ao forcado que será colocado junto à praça de toiros de Vila Franca de Xira. A inauguração será no dia 4 de Junho, antes de um festival taurino promovido pelos forcados. O monumento vai ficar em frente do restaurante “Redondel” e junto da praça de toiros.O conjunto escultórico banhado a bronze será colocado sobre um pedestal com meio metro de altura e com uma base de areia da praça para retratar a arena. “Vamos todos gostar muito”, garante Guilherme Borba, presidente da Casa dos Forcados de Vila Franca e o único elemento que já teve o prazer de ver a peça. A presidente da câmara, Maria da Luz Rosinha, também observou a escultura numa deslocação em que se fez acompanhar de vários elementos da autarquia. Segundo Guilherme Borba, “toda a gente gostou do trabalho”, e a polémica está ultrapassada.A escultura está numa fase de acabamento e deverá ser concluída numa fundição de Madrid. Dada a sua imponência e dimensão, não existem em Portugal fundições preparadas para este tipo de trabalho. Recorde-se que os forcados rejeitaram uma primeira proposta do escultor Manuel Patinha, escolhida por um júri conceituado e a partir de um conjunto de seis ideias de artistas com nome na praça. Os forcados consideram a peça “demasiado moderna, ousada e abstracta”. A presidente da câmara abandonou a reunião dos forcados quando se preparavam para, à revelia do júri, escolher outra proposta concorrente.O grupo temeu a polémica e, numa reunião posterior, os representantes sugeriram à câmara que desse carta verde e dinheiro para encomendarem uma peça a seu gosto. O acordo surgiu e o escultor convidado para a segunda escultura foi Augusto Franco, um artista especializado em peças de arte alusivas à festa dos toiros.Entretanto a câmara não conseguiu anular o compromisso com Manuel Patinha e o artista continuou a desenvolver outro monumento cujo local de implementação ainda não foi divulgado. A presidente considera que “é uma peça de qualidade”, que fica bem em vários pontos da cidade, e vai enriquecer o seu património artístico.Mausoléu perpetua “Pitó”A memória do forcado Ricardo Silva “Pitó” que morreu nos cornos de um toiro numa corrida em Arruda dos Vinhos em Agosto de 2002, vai ser perpetuada com um mausoléu a inaugurar no dia 8 de Outubro, 74 anos depois da formação do Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca.O monumento está a ser concebido pelo escultor Rui Fernandes e será colocado junto duma plataforma do cemitério da cidade e voltado para a praça de toiros. Os forcados contam com o apoio da câmara e de vários amigos que devem ajudar com a cedência de materiais e de donativos para a conclusão do objectivo. Um festival de homenagem ao malogrado “Pito” realizado a 17 de Outubro de 2002 rendeu cerca de 30 mil euros que estão aplicados a prazo e serão empregues no financiamento do mausoléu.Nelson Silva Lopes
Pega rija homenageia forcados

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...