uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Renato Silva foi o melhor português

Ribatejano brilha na Volta ao Distrito de Santarém, vencida por Lars Boom
Edição de 15.03.2006 | Desporto
Renato Silva, ciclista de Pontével, concelho do Cartaxo, foi o melhor português na primeira edição da Volta ao Distrito de Santarém em bicicleta. A prova, que terminou no domingo, depois de disputadas quatro etapas que percorreram os 21 concelhos desta região, num total de 562,5 quilómetros, foi ganha pelo holandês Lars Boom.O vencedor decidiu-se no contra-relógio de Alpiarça (3ª etapa), o único dia em que a chegada à meta não foi feita em pelotão compacto. Lars Boom foi o mais rápido, precisando de apenas 22 minutos e 34 segundos para percorrer os 18 quilómetros do percurso alpiarcense.Não muito longe, a 41 segundos, ficou Renato Silva, da Imoholding - Loulé, que com esse tempo garantiu a sétima posição no contra-relógio, o mesmo lugar que ocuparia na classificação final, onde foi o único português entre os dez primeiros classificados.Uma classificação que deixa boas perspectivas para esta época, em que Renato Silva, depois de vários anos na Maia – Milaneza, passou a chefe de fila da equipa Algarvia, assumindo assim novas responsabilidades.“Comecei a época um pouco fora de forma por ter estado muito tempo parado devido a um problema de saúde, que parece estar a ficar resolvido, e agora, a correr em casa, consegui brilhar, o que me deixa muito satisfeito”, afirmou Renato Silva.O ciclista do Cartaxo considera que o facto do contra-relógio corresponder às suas características, com percurso plano em que se exige muita força, foi importante para conseguir este lugar, bem como o apoio de toda a família e amigos, que foram para a estrada puxar por ele.Perspectivando o resto da época, Renato Silva quer melhorar a sua prestação na montanha, para chegar à Volta a Portugal e conseguir andar com os primeiros. O seu objectivo é ficar entre os dez primeiros.O Ribatejo teve ainda outro representante na Volta ao Distrito. Hermano Vieira, também natural da freguesia de Pontével (Cartaxo), a correr pela formação do Vitória ASC, ficou em 55º lugar, a cerca de três minutos do vencedor.“Para a minha equipa as coisas acabaram por não correr muito bem porque não estamos num bom momento de forma mas tivemos alguns momentos de destaque”, disse o ciclista ao nosso jornal.Hermano Vieira, actualmente com 25 anos, sentiu-se bem durante a prova e quer estar na sua melhor prova na Volta a Portugal e no campeonato nacional de estrada de ciclismo, onde também quer fazer um bom lugar.Objectivos cumpridosO Governador Civil de Santarém, Paulo Fonseca, foi um dos grandes impulsionadores desta Volta ao Distrito de Santarém, prova inscrita no calendário internacional da União Ciclista Internacional com a categoria 1.2, e que contou com 17 equipas, dez portuguesas e sete estrangeiras.Paulo Fonseca ficou bastante satisfeito com a forma como a corrida decorreu, quer em termos desportivos, quer em termos de promoção dos vinhos do Ribatejo, quer ainda como factor de afirmação da coesão do distrito de Santarém.“Este foi o primeiro passo que alguém teve de fazer de buldozer, abrindo caminho para que o distrito perceba que se estiver unido pode afirmar-se num contexto nacional e internacional com outra dimensão que não tem tido nas últimas décadas”, afirmou.“Desta feita optámos por valorizar os vinhos do Ribatejo, que é um produto fundamental do ponto de vista da qualidade, mas que o país e a região ainda não reconheceram como tal. Só temos 12 por cento dos vinhos certificados, enquanto outras regiões do país têm mais 90 por cento. Temos de criar uma rotina de tradição que permita afirmar a qualidade dos nossos vinhos”, comentou.O Governador Civil considera que houve feed-back positivo aos objectivos da realização da prova, mas têm consciência que isso não basta. “Não bastam as palavras. É preciso estimularmo-nos uns aos outros num sentido estratégico. A volta correu bem, agora vamos para o primeiro fórum dos vinhos do Ribatejo, a 7 de Abril, onde pretendemos sentar na mesma sala os produtores certificados do Ribatejo, os restaurantes e as empresas de distribuição”, concluiu.Jorge Guedes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...