uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

“Amigos do Forte” lutam pela conservação das fortificações

Críticas à gestão urbanística do Forte da Casa
Edição de 15.03.2006 | Sociedade
A associação cívica “Os Amigos do Forte” quer ver recuperado o largo principal do Forte da Casa onde se encontra a fortificação número 38. O movimento reivindica ainda da autarquia a criação de condições para a realização de um circuito pedonal em torno dos fortes existentes. Em assembleia-geral realizada no dia 4 de Março, a associação considerou o conjunto de fortificações existentes no concelho de Vila Franca de Xira e, nos restantes concelhos, “um património dos mais importantes da história militar europeia”. Por isso, defende a sua urgente preservação e recuperação. A associação mostrou-se ainda preocupada com o facto dos trabalhos das 3ª e 4ª fases do Forte da Casa terem entrado no perímetro de protecção do forte número 39. Segundo Idalino Mateus, presidente da associação cívica, “estão a fazer o que parecem ser arruamentos a meio metro do fosso, quando o PDM diz que nada pode ser construído a menos de 50 metros. Estão a por em causa a integridade do património”.Na assembleia-geral, “Os Amigos do Forte” mostraram-se, ainda, preocupados com realidade urbanística do Forte da Casa. A associação cívica lamentou que não haja por parte da autarquia “uma planificação adequada” no que diz respeito a um correcto ordenamento dos estacionamentos e a criação de espaços de lazer.“Os Amigos do Forte” condenaram também a contínua construção de barreiras físicas que está a afastar a vila do rio Tejo. A localização das futuras piscinas da vila junto duma linha de água não agrada à associação que defende para o local um pulmão verde “que tanta falta faz na freguesia”. “Os Amigos do Forte” sugerem a construção das piscinas junto às escolas.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...