uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Erro de projecto obriga a retirar candeeiros

Estruturas custaram 15 mil euros em Aveiras de Baixo

Os candeeiros colocados no meio do passeio na rua principal de Aveiras de Baixo vão ser retirados. O erro no projecto saiu caro.

Edição de 15.03.2006 | Sociedade
Quatro candeeiros de iluminação pública colocados no meio do passeio da Rua 25 de Abril, em Aveiras de Baixo, Azambuja, durante as obras de requalificação urbana, vão ser retirados por constituírem uma barreira aos peões.O reparo foi feito pelo próprio presidente da Câmara Municipal de Azambuja, Joaquim Ramos, durante uma visita com os jornalistas ao concelho na sexta-feira, 3 de Março. “Os candeeiros vão ser retirados. Foi a fúria iluminadora do presidente da junta”, referiu o autarca em tom de brincadeira durante a visita.A colocação dos candeeiros no centro do passeio, que já por si é estreito, implica que os peões tenham que descer para a estrada para atravessar o lado direito da rua, para quem segue no sentido Aveiras de Baixo – Azambuja.O presidente da Junta de Freguesia, Silvino Lúcio, admitiu ao nosso jornal que ao ver o projecto em papel – elaborado por um engenheiro electrotécnico da autarquia – não detectou que os candeeiros se iriam transformar em obstáculos urbanos. “Não me dei conta de que iria causar um atropelo à mobilidade”, afirmou.O autarca, que é também coordenador do gabinete de apoio às freguesias, explica que os técnicos da Câmara Municipal de Azambuja efectuam normalmente os projectos das obras das nove juntas de freguesia do concelho quando se tratam de intervenções de pequena dimensão, como foi o caso. Silvino Lúcio garante que até agora nunca se registou qualquer problema com os projectos efectuados internamente pela autarquia, com excepção deste realizado exactamente na sua freguesia.Silvino Lúcio explica que o conjunto de candeeiros foi colocado na rua para iluminar o edifício histórico que é o Palácio do Conde de Aveiras, na rua principal da freguesia. Os quatro candeeiros integram um conjunto de estruturas de iluminação pública, que custaram à Câmara Municipal de Azambuja cerca de 15 mil euros.O presidente da Câmara Municipal de Azambuja, Joaquim Ramos, admite que o erro não foi detectado a tempo, mas considera que o investimento não será perdido, uma vez que os quatro candeeiros, que serão retirados em breve, servirão para futuras obras a realizar na freguesia.O projecto foi enquadrado na intervenção global de requalificação da Rua 25 de Abril, em Aveiras de Baixo. A obra implicou a substituição de todas as infra-estruturas de subsolo. A intervenção global foi financiada a 50 por cento por fundos comunitários. O restante foi garantido pela autarquia com recurso a crédito bancário.As obras de requalificação urbana na rua principal de Aveiras de Baixo decorreram durante o último ano. Além da requalificação total das infra-estruturas de subsolo, foram construídos passeios e um pequeno jardim urbano frente ao Palácio do Conde de Aveiras.Ana Santiago

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...