uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Menos área verde no parque urbano da Flamenga

Menos área verde no parque urbano da Flamenga

Projecto está a ser reformulado em Vialonga
Edição de 15.03.2006 | Sociedade
O parque urbano da Quinta da Flamenga, em Vialonga está ainda longe de ser uma realidade. Depois de ter passado para a responsabilidade da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, o projecto iniciado há quatro anos está neste momento a ser reformulado. De acordo com o vereador João Luís Lopes, este é um projecto que por viver das zonas verdes “exige grandes consumos”. Por isso, está a ser reanalisado pelos serviços da câmara municipal com vista à “alteração do volume de espaços verdes”. O futuro parque urbano da Quinta da Flamenga, que terá um total de 92 lotes a que correspondem a 754 fogos e 36 espaços comerciais, será construído na zona central da urbanização. Entre outros equipamentos incluirá um jardim infantil, dois campos de ténis e um recinto desportivo descoberto e um lago com cascata, numa área de cerca de 50 mil metros quadrados.Inicialmente ficou acordado entre a autarquia e o urbanizador da quinta que seria este a fazer o parque, bem como os espaços adjacentes à urbanização entre passeios, arruamentos e zonas verdes. No entanto, a autarquia negociou com o urbanizador um novo acordo em que o desobrigou de realizar o parque chamando a si essa responsabilidade. Em troca o urbanizador construiu as condutas de água na freguesia do Forte da Casa.Para o presidente da Junta de Freguesia de Vialonga, Manuel Valente, é premente que a autarquia vilafranquense avance com a construção do parque para que aquela zona tenha a qualidade prevista no projecto inicial. “Aquilo continua a ser pastagem de cabras”, reforça o autarca. Actualmente o espaço reservado ao parque urbano, serve como estaleiro à construção dos restantes prédios da Quinta da Flamenga. No local encontra-se, ainda, um monte de terras que o urbanizador utiliza para o arranjo dos espaços adjacentes. Quem mora na urbanização espera que a construção do parque urbano esteja para breve. Bruno Santos França considera que o espaço irá melhorar em muito a zona que actualmente é apenas um dormitório.Os estabelecimentos da zona também aguardam pelo parque que acreditam virá beneficiar o negócio. Susana Moura, funcionária dum café na zona, acredita que o parque irá dar mais vida à urbanização com vantagens para o comércio.
Menos área verde no parque urbano da Flamenga

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...