uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Cartões de eleitor encontrados nos arbustos

Cartões de eleitor encontrados nos arbustos

Em Santana do Mato, concelho de Coruche, no dia das eleições
Edição de 22.03.2006 | Sociedade
O presidente da junta de freguesia não sabe como é que os cartões terão saído da autarquia e só comenta a situação se souber quem é que denunciou a situação. Um eleitor da freguesia de Santana do Mato tem na sua posse cinco cartões de eleitor em branco, mas com uma assinatura que garante ser do presidente da junta de freguesia. O habitante desta freguesia do concelho de Coruche terá descoberto os documentos dentro de um saco de plástico numa sebe nas proximidades da junta. O caso remonta, segundo o eleitor que pediu o anonimato com receio de represálias, ao dia das eleições autárquicas de 9 de Outubro. Estacionou o carro ao lado da sede da junta de freguesia e foi votar na escola que fica a poucos metros. Quando regressou à viatura a ponta de um saco de plástico metido nos cedros chamou-lhe a atenção. Foi com espanto que verificou que o saco continha os tais cinco cartões de eleitor. Ficou com eles em sua posse sem saber o que fazer, até que decidiu contar o episódio através de uma carta enviada ao nosso jornal. Na qual refere que tem passado todos os dias a pensar para que serviriam aqueles cartões e como foram parar aquele local. O descobridor do achado diz que decidiu guardar os cartões para não arranjar problemas a ninguém nem a ele próprio. Mas diz que a indignação é tanta que não aguentava guardar mais o segredo. É estranho como é que os cartões saem da junta de freguesia e vão parar às mãos do cidadão. O que revela também uma certa falta de cuidado na guarda de documentos que servem de identificação. Para tentar perceber o que se terá passado, O MIRANTE contactou o presidente da Junta de Freguesia de Santana do Mato, o socialista Joaquim Banha, que disse desconhecer o caso. Mas argumentou que o eleitor devia ter entregue os cartões na junta de freguesia. Insistindo várias vezes no sentido de saber quem era a pessoa em causa, o presidente disse desconhecer como é que os cartões saíram da junta de freguesia. E até colocou a hipótese da assinatura ser falsa, apesar de ter dito que às vezes deixa cartões assinados para que os funcionários os possam emitir a quem for à junta de freguesia na sua ausência. Como o nome da pessoa que encontrou os cartões não foi divulgado, o que constitui um direito dos jornalistas que não devem identificar as fontes confidenciais, Joaquim Banha disse que sendo assim não podia fazer mais comentários à situação.
Cartões de eleitor encontrados nos arbustos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...