uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Morreu Carlos Batalha

Morreu Carlos Batalha

Actor e dirigente associativo em Samora Correia
Edição de 22.03.2006 | Sociedade
O antigo dirigente associativo e autarca Carlos Batalha Delgado, 56 anos, faleceu no dia 13 de Março, vítima de doença prolongada. A morte do associativista de Samora Correia aconteceu no Instituto Português de Oncologia em Lisboa depois de um longo sofrimento. Dezenas de amigos e representantes das forças vivas participaram no funeral na quarta-feira, 15 de Março, em Samora Correia.Carlos Batalha foi actor amador e fundador do Teatro Experimental de Samora (TES) onde foi também encenador e director. Quando lhe foi diagnosticada uma doença grave do foro oncológico, em Junho de 2003, preparava-se para revitalizar o TES que ficou inactivo depois da morte do seu líder Manuel Salvador Rêgo.Na sua carreira de dirigente associativo, foi presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Samora Correia durante dois mandatos e foi vice-presidente da Sociedade Filarmónica União Samorense (SFUS). Carlos Batalha foi também eleito na Assembleia de Freguesia de Samora Correia durante oito anos.A sua última aparição em público foi numa homenagem aos antigos presidentes dos bombeiros de Samora há cerca de um ano. Debilitado pela doença, Carlos Batalha apareceu numa cadeira de rodas e comoveu-se com a ovação deixada por dezenas de bombeiros e convidados que participaram na cerimónia. Um sinal de gratidão pelo empenho e dedicação com que serviu os bombeiros e a comunidade onde viveu.
Morreu Carlos Batalha

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...