uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Teatro Maria Noémia novamente em cena

Teatro Maria Noémia novamente em cena

Cerimónia de inauguração enche a renovada sala de espectáculos da Meia Via
Edição de 29.03.2006 | Cultura e Lazer
As portas do Teatro Maria Noémia, na Meia Via, abriram-se finalmente ao público, depois das obras de remodelação, no domingo, 26 de Março. Sob o olhar orgulhoso da população, que não quis perder a inauguração de um espaço que tanto ambicionou, iniciou-se um novo ciclo na vida cultural e artística do concelho de Torres Novas.Durante a cerimónia de inauguração, foram visíveis as expressões de vitória dos habitantes, que há muito lutavam pela reabertura de um espaço que já foi noutros tempos o ponto de encontro dos artistas da terra. Ao som da Banda Filarmónica da Sociedade Euterpe Meiaviense, aplaudiu-se a nova casa de espectáculos do concelho.O projecto de remodelação do edifício, orçado em 250 mil euros, teve início em Agosto do ano passado. E desde essa altura que a expectativa tem vindo a tomar conta daqueles que tanto esperaram pela reabertura da sala de teatro da Meia Via. “A Meia Via é uma terra com tradições de teatro. Por aqui não passaram nomes famosos da ribalta, nem foram representadas peças de grandeza nacional. Aqui, os actores e as actrizes eram do povo que, nas suas horas de lazer, se transfiguravam para representar. Renascido das cinzas, o Teatro Maria Noémia terá a partir de hoje uma nova vida”, disse José Gil Serôdio, presidente da Junta de Freguesia da Meia Via, durante a cerimónia de inauguração do teatro. Depois de ter estado ao abandono durante três décadas, o edifício adquirido pela autarquia, para servir os interesses culturais da aldeia e do concelho, volta à cena de cara lavada e com perspectivas renovadas. Com capacidade para receber entre 80 a 100 espectadores, o Teatro Maria Noémia pretende ser um espaço alternativo ao Teatro Virgínia na apresentação de espectáculos de menores dimensões.António Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Torres Novas, enalteceu o projecto e esclareceu as questões levantadas quanto à viabilidade de duas salas de teatro no concelho: “Estes equipamentos são o sal da vida das comunidades mais pequenas. Nós investimos neste equipamento, mas sabemos que ele vai ser muitíssimo bem utilizado por todas as colectividades da nossa Meia Via”.O autarca ressalvou ainda que apesar da prioridade concedida ao grupo de teatro da Meia Via, o edifício estará aberto às iniciativas culturais das restantes associações da terra e explicou que a sala servirá para acolher todos os géneros de espectáculos e “todos os meiavienses, sem excepção”.“Que farei com este livro?” de José Saramago foi a peça escolhida para a estreia do Teatro Maria Noémia. Os actores do Grupo de Teatro Meia Via, Associação Cultural de Torres Novas, subiram ao palco na tarde de domingo e voltaram a escrever a história do teatro na Meia Via.Carla Paixão
Teatro Maria Noémia novamente em cena

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...