uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Outros casos na região

Edição de 29.03.2006 | Sociedade
No mesmo dia em que um idoso foi identificado pela PSP de Torres Novas, por suspeita de pertencer à dupla de burlões, um colega de António Rego ficou sem 2.500 euros.José Correia, 71 anos, ex-professor de religião e moral de Ourém, passou para as mãos do burlão mais velho um cheque daquele valor para pagar um “magnífico faqueiro de 84 peças, debruado a ouro”. A burla ocorreu às dez da manhã, em casa do ex-docente, e o cheque levantado minutos depois, no balcão de uma agência bancária da cidade. A queixa foi apresentada na PSP de Ourém.Em menos de um mês os burlões enganaram já três professores da região. O primeiro caso registado aconteceu em Fevereiro, com uma professora do Cartaxo, que desembolsou dois mil euros em troca de um quadro semelhante ao entregue a António Rego.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...