uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Ponte sobre o Tejo em Constância volta a atrair políticos

Bloco e CDU consideram nova travessia essencial
Edição de 29.03.2006 | Sociedade
O mau estado de conservação da ponte sobre o rio Tejo em Constância e a ausência de obras na estrutura foram objecto de um requerimento entregue na Assembleia da República pela deputada do Bloco de Esquerda Helena Pinto.O Bloco apela ao Governo para não discriminar estruturas rodoviárias de acordo com a sua localização mais ou menos periférica”, defendendo a urgente recuperação da ponte, como chegou a estar previsto por executivos anteriores.A deputada considera que “deve o Governo fiscalizar, inspeccionar e, se for o caso, intervir o mais rapidamente possível sobre obras de arte que a isso obrigam, pelo estado de conservação que apresentam, como é o caso da ponte sobre o rio Tejo de Constância”.A ponte só possui uma faixa de rodagem e é particularmente utilizada por veículos militares de Santa Margarida que, “pelo seu peso e dimensão, condicionam em muito o trânsito viário daquela área e deterioram consideravelmente aquela estrutura”.A anunciada instalação no concelho da Chamusca de dois Centros Integrados de Recuperação, Valorização e Eliminação de Resíduos Perigosos (CIRVER) reforça os argumentos dos autarcas da zona, já que se prevê um aumento do tráfego de pesados naquela estrutura.O Bloco reclama informações sobre o “actual estado de conservação da ponte sobre o rio Tejo em Constância” e que inspecções têm sido efectuadas à estrutura.A localização da nova ponte e os seus prazos de construção são outras das questões colocadas pelo requerimento que sucede após a queixa da autarquia relativa à insegurança daquela via.Também a deputada da CDU Luísa Mesquita reclamou sexta-feira a construção de uma nova ponte sobre o rio Tejo na zona de Constância. Depois de uma visita feita aos concelhos de Constância e Barquinha, Luísa Mesquita, que foi eleita pelo distrito de Santarém, defendeu “acessibilidades essenciais” para “garantir o desenvolvimento sustentado” da região.A parlamentar lamentou os atrasos na construção de uma nova ponte entre Constância e Vila Nova da Barquinha. Com mais de 150 anos, a ponte foi vistoriada depois do acidente de Entre-os-Rios mas nunca chegou a ser intervencionada, ao contrário do que prometeram os Governos de António Guterres e Durão Barroso.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...