uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Santarém ganha câmara nova

Moita Flores exigiu contrapartidas acrescidas para integrar as Águas do Ribatejo
Edição de 05.04.2006 | Política
A construção de um edifício para os novos paços do concelho e um parque de estacionamento subterrâneo com 500 lugares são duas das contrapartidas que a Câmara de Santarém conseguiu obter junto do consórcio privado que vai integrar a empresa intermunicipal Águas do Ribatejo.A garantia foi dada pelo presidente da Câmara de Santarém na reunião do executivo de segunda-feira. Francisco Moita Flores declarou ainda que assegurou um lugar para a autarquia no conselho de administração da empresa nos próximos 40 anos – período que vai durar a ligação ao consórcio liderado pelos espanhóis da Aqualia. Moita Flores diz que fez valer o peso do concelho no seio da empresa, que não é viável sem a adesão da capital de distrito. O autarca afirmou à vereação que já existe um acordo de princípio acerca das contrapartidas negociadas, onde se inclui ainda o patrocínio para o Festival Internacional do Alviela.O complexo onde se pretende instalar os novos paços do concelho deverá ser erguido no Campo Infante da Câmara, prevendo-se que venha a acolher também a sede da Comunidade Urbana da Lezíria do Tejo e da empresa Águas do Ribatejo. A centralização de todos os serviços municipais num único espaço vai libertar vários imóveis que actualmente estão ocupados por estruturas autárquicas. Ao todo, Moita Flores estima que essa operação possa representar ganhos para o município na ordem dos 27,5 a 30 milhões de euros. O que o leva a considerar “um dos maiores negócios de sempre da Câmara de Santarém”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...