uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Apreendidos veículos com conta-quilómetros viciados

Edição de 05.04.2006 | Sociedade
A Brigada de Trânsito (BT) de Santarém apreendeu na quinta-feira seis viaturas numa empresa de comércio de automóveis no Cartaxo. Os carros que estavam para venda tinham os conta-quilómetros viciados. Segundo uma investigação da BT da GNR, os conta-quilómetros dos veículos tinham sido alterados para que apresentassem menos quilometragem do que aquela que realmente tinham. Esta é a primeira vez que a Brigada apreende viaturas por este motivo no distrito de Santarém. A operação foi desencadeada com todos os cuidados e envolvendo também elementos da GNR territorial que montaram um perímetro de segurança para que a operação decorresse sem incidentes e atingisse o objectivo que era apreender as viaturas. A operação foi desencadeada a coberto de um mandato do Tribunal de Rio Maior, localidade onde tinha começado a investigação. Segundo o comandante do destacamento de Santarém da Brigada de Trânsito, capitão José Rosa, nesta cidade houve um stand alvo de investigação em Outubro último. Mas não se encontraram vestígios de burla. No entanto a BT não desistiu e conseguiu chegar à empresa do Cartaxo, cujos proprietários, pai e filho, foram constituídos arguidos. Os carros apreendidos são de gama média/alta segundo explicou o comandante da BT de Santarém.As buscas decorreram em dois stands dos mesmos proprietários, que distam um do outro cerca de cem metros. A operação começou às 10h00 e decorreu até cerca das 14h00, tendo sido também confiscados vários documentos. Os suspeitos podem ser acusados de burla, crime previsto no Artigo 217º do Código Penal. Segundo o qual “quem, com intenção de obter para si ou para terceiro enriquecimento ilegítimo, por meio de erro ou engano sobre factos que astuciosamente provocou, é punido com pena de prisão até três anos ou com pena de multa”. Se o prejuízo patrimonial for elevado, as penas sobem para uma pena de prisão até cinco anos ou pena de multa até 600 dias.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...