uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Mais atrasos no Polis de Tomar

Mais atrasos no Polis de Tomar

Conclusão do programa sofre novo deslizamento de prazos

O programa Polis de Tomar não deverá ficar concluído em Abril de 2007, como admite o próprio presidente do município.

Edição de 05.04.2006 | Sociedade
O programa Polis de Tomar, que deveria estar finalizado em Abril do próximo ano, após ter sido “concedido” um atraso de 13 meses ao relógio, vai novamente deslizar em termos de prazos devido a atrasos em vários projectos.Como se já não bastassem os problemas verificados no parque de estacionamento do pavilhão municipal - que vieram atrasar ainda mais a conclusão da mais importante obra integrada no programa Polis da cidade -, o município tem-se debatido também com outros atrasos, nomeadamente no que diz respeito ao projecto de requalificação da zona do Flecheiro.O trabalho de campo para a saída do Flecheiro das 40 famílias ciganas – divididas em três grandes grupos – e o seu realojamento na zona industrial da cidade, junto à Charneca do Maxial, está feito.Os custos das novas casas, 35 apartamentos divididos por tipologias que vão do T0 ao T5, também já estão estimados - 2,5 milhões de euros. A câmara também já tem o indispensável parecer positivo do Instituto Nacional da Habitação (INH) para a concretização do projecto.Falta, no entanto, definir o mais importante - quanto será a comparticipação do INH no projecto. É por causa da questão do financiamento que a câmara vai solicitar com carácter de urgência uma reunião com os responsáveis do instituto.A revitalização do Flecheiro não passa só pela saída das famílias ciganas, que acontecerá só numa segunda fase e, ao que tudo indica, com recurso a financiamento do próximo quadro comunitário de apoio.Para já há que decidir o que fazer ao actual edifício do mercado diário e avançar com a deslocalização do mercado semanal e a retalho, actualmente feitos na margem esquerda do rio Nabão.São processos complexos, como o presidente da Câmara de Tomar, António Paiva (PSD), admite. E que de acordo com a programação inicial do Polis deviam estar muito mais avançados. O plano de pormenor do Flecheiro, por exemplo, só irá para consulta pública por altura do Verão.Os atrasos nos projectos levam António Paiva a afirmar ter “dúvidas” de que o programa Polis de Tomar esteja concluído em Abril do próximo ano.
Mais atrasos no Polis de Tomar

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...