uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Medalha de prata para atleta de Alcoentre

Segundo lugar na 1ª Taça do Mundo da Meia Maratona, em França
Edição de 19.04.2006 | Desporto
O atleta Paulo Pinheiro, residente em Alcoentre, concelho de Azambuja, conquistou o segundo lugar na 1ª Taça do Mundo da Meia Maratona para pessoas com deficiência intelectual, em França, a menos de um minuto do primeiro classificado.Na prova, que se realizou em Châlon-en-Champagne, França, a 2 de Abril, o atleta residente no concelho de Azambuja deu o seu melhor e acredita que teria conseguido uma prestação superior se o clima e o piso tivessem jogado a seu favor.“Foi complicado. Às três e meia da tarde estava muito calor. O piso de calçada também não ajudou”, confidencia o atleta que comandou a prova até aos 16 quilómetros.O primeiro lugar foi para o atleta português António Marias, de Coimbra, representado também pela Associação Nacional de Desporto para a Deficiência Mental (ANDDEM). Portugal foi campeão do mundo por equipas, com os quatro atletas especiais da selecção lusa a classificarem-se nos dez primeiros lugares.Na meia maratona de Châlon, que integrou a prova para pessoas com deficiência intelectual, participaram 2300 atletas. Apesar de não ter atingido o objectivo a que se propôs – bater o recorde do mundo – Paulo Pinheiro considera que a viagem até à cidade francesa foi uma experiência gratificante.Paulo Pinheiro, 29 anos, portador de deficiência intelectual, atingiu no ano passado o recorde do mundo na taça da Europa. É actualmente atleta do Maratona Clube Portugal, em Lisboa, mas continua a estar ligado ao seu treinador de sempre, José Maduro. “Foi ele que me envolveu em tudo isto. E foi com a sua ajuda que bati os recordes. É um autêntico pai para mim”, assegura o atleta.Paulo Pinheiro faz dois treinos por semana duas vezes por dia. Levanta-se às seis da manhã para correr antes do horário de trabalho.O atleta, apoiado por uma bolsa da Câmara Municipal de Azambuja, está a trabalhar temporariamente num programa ocupacional na Junta de Freguesia de Alcoentre, mas o contrato acaba no Verão. O sonho de Paulo Pinheiro é arranjar um emprego para garantir a sua independência. Porque o atletismo não dura para sempre.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...