uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Despiste mata Dino dos Morangos com Açúcar

Despiste mata Dino dos Morangos com Açúcar

Actor morreu na madrugada de domingo em Samora Correia

Um despiste num entroncamento negro de Samora Correia provocou a morte do actor Francisco Adam, o Dino dos Morangos com Açúcar. A tragédia reavivou a necessidade de colocar uma rotunda no local.

Edição de 19.04.2006 | Sociedade
Um despiste esteve na origem da morte do actor Francisco Adam, o Dino dos Morangos com Açúcar. A tragédia a conteceu na madrugada de domingo de Páscoa, cerca das 03h45, no entroncamento negro da EN 118, perto do Campo de Tiro de Alcochete, na freguesia de Samora Correia. Do acidente resultaram ainda dois feridos, um deles em estado grave.Filipe Miguel Diegues, 21 anos, viajava no banco de trás e, apesar dos ferimentos, conseguiu sair pelo seu pé e quando os bombeiros chegaram já estava fora do carro. “Estou bem, por favor salvem-no”, disse o jovem aos primeiros bombeiros que chegaram ao local. O Renault Clio cinzento da nova geração, conduzido por Francisco Adam, estava totalmente destruído e os bombeiros de Samora Correia tiveram de usar o material de desencarceramento para retirar o corpo do actor e do amigo Osvaldo. Depois, o médico do INEM confirmou o pior. O actor não tinha sinais vitais. O coração de Dino deixou de bater. Segundo o oficial da BT, Tenente Martins Ares, o carro conduzido pelo jovem de 22 anos entrou em despiste, perto do entroncamento com a EN119, junto ao Campo de Tiro de Alcochete, atravessou os separadores e embateu violentamente contra dois eucaliptos do outro lado da estrada. No local, alguns destroços, sinais destruídos e as marcas nas árvores espelham a violência do embate.Depois de socorrido pelos bombeiros e estabilizado pela equipa médica do INEM de Vila Franca de Xira, o ferido grave foi transportado para o Hospital de Santa Maria em Lisboa. Enquanto um jovem de 21 anos foi evacuado para o Hospital de Vila Franca de Xira de onde foi transferido mais tarde para o hospital da sua área de residência, em Vila Nova de Gaia. À porta da morgue do hospital de Vila Franca de Xira, onde o corpo de Francisco esteve todo o dia de domingo, concentraram-se admiradores de todas as idades. Maria Augusta, 73 anos, disse a O MIRANTE que apesar de não o conhecer pessoalmente, o actor era como um neto. “Ele estava comigo todos os dias, fazia-me muita companhia”Estrada mortalO adjunto António Gomes dos Bombeiros de Samora Correia explicou a O MIRANTE que, mesmo com o reforço da sinalização, aquela é uma zona onde continuam a ocorrer vários acidentes. Segundo o bombeiro que comandou a operação são frequentes as chamadas para acidentes graves naquele local.Nos últimos cinco anos, perderam a vida no local, pelo menos, sete pessoas. Só num acidente, há cinco anos, morreram quatro pessoas.As melhorias introduzidas com a colocação de sinalização vertical e horizontal e de separadores na EN 118 não se têm revelado suficientes para travar a morte.Perto do local da tragédia está uma cruz com o nome de Hélder, um jovem de Almada que foi uma das últimas vítimas do fatídico entroncamento onde termina a EN 119 e se faz a ligação à EN118.O entroncamento não está iluminado e surge depois de uma curva e após uma longa recta que convida à velocidade. É um dos três pontos negros da EN 118, uma estrada que liga Alcochete a Abrantes e que em 2004 registou 29 acidentes com mortos e feridos graves.Um vendedor de hortícolas e frutas que vende perto do local garante que aparecem com frequência no local novos destroços de automóveis acidentados.Na reunião de segunda-feira, a Câmara Municipal de Benavente lamentou a morte do jovem actor e manifestou intenção de reafirmar a necessidade do entroncamento ser transformado numa rotunda como esteve previsto antes da última intervenção efectuada para minorar o perigo.Nelson Silva Lopes
Despiste mata Dino dos Morangos com Açúcar

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...