uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Planos de ordenamento florestal até ao Verão

Edição de 19.04.2006 | Sociedade
O ministro da Agricultura, Jaime Silva, garantiu terça-feira que os Planos Regionais de Ordenamento Florestal (PROF) estarão aprovados até ao Verão. A garantia foi dada perante a comissão eventual sobre os fogos florestais, criada em Setembro passado após os incêndios do Verão de 2005.Os PROF, cujo processo de criação se iniciou em 1996, visam estabelecer regras de plantação florestal, em que se inclui a existência obrigatória de acessos às propriedades privadas, para facilitar a circulação dos veículos de bombeiros em caso de incêndio, assim como a limpeza da florestas e dos perímetros envolventes.Jaime Silva disse ainda aos deputados que este ano serão distribuídos 100 milhões de euros em subsídios agro-ambientais, contra os 74 milhões entregues em 2005.De acordo com o ministro, o Plano Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios, aprovado em Conselho de Ministros a 23 de Março, define “uma estratégia e um conjunto articulado de acções para impulsionar a gestão activa da floresta e para criar condições propícias a uma redução progressiva dos incêndios”.“O governo traçou metas e objectivos realistas que serão avaliados anualmente para analisar a sua eficácia”, disse. “Não valia a pena dizer que pretendíamos atingir metas europeias porque para isso é necessário mudar comportamentos”, acrescentou.A floresta representa por ano mais de 1,3 mil milhões de euros para a economia nacional. O ministro reiterou que o Governo destinará “uma parte importante” dos 500 milhões de euros negociados com Bruxelas no âmbito do Quadro Comunitário de Apoio (2007/2013) para a reestruturação da floresta.De acordo com as estimativas do Governo, prevê-se que, até 2012, sejam recuperados anualmente cerca de 100 mil hectares e que, entre 2012 e 2018, a recuperação seja na ordem dos 50 mil hectares por ano.O Plano Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios está em discussão pública.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...