uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Ministro não vai ser convidado para a Feira da Agricultura

Ministro não vai ser convidado para a Feira da Agricultura

Presidente do CNEMA e da CAP revela na apresentação do certame que decorre em Santarém de 10 a 18 de Junho

A guerra que os agricultores afectos à CAP mantêm com o ministro da Agricultura poderá levar à ausência de Jaime Silva da emblemática feira que se realiza em Santarém.

Edição de 26.04.2006 | Economia
O presidente da Confederação de Agricultores de Portugal (CAP) disse à agência Lusa que o ministro da Agricultura “deixou de ser convidado para todos os certames agrícolas”.João Machado, que na qualidade de presidente do Conselho de Administração do Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA) apresentou dia 19, em Lisboa, a próxima edição da Feira Nacional da Agricultura – a realizar em Santarém em Junho - confirmou que o ministro Jaime Silva não foi convidado para a Ovibeja, nem será para qualquer outro.João Machado disse à Lusa não recear qualquer confusão entre a CAP e uma iniciativa dedicada à agricultura nacional, como é a Feira Nacional da Agricultura (FNA), uma vez que, afirmou, “é o senhor ministro que está em guerra com os agricultores, não é a CAP nem os agricultores”.O responsável máximo pelo Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), que organiza a Feira Nacional de Agricultura, disse desconhecer ainda se, como acontece desde sempre, o Ministério da Agricultura estará representado no certame.“Sei que existem ordens do senhor ministro para essas questões passarem todas por ele, mas não faz sentido que o Ministério da Agricultura não esteja presente, até porque os agricultores querem consultar os institutos e direcções gerais”, disse.João Machado sublinhou as presenças, já confirmadas, dos institutos do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e da Segurança Social (ISSS) na FNA, que decorre de 10 a 18 de Junho em Santarém, em apoio a iniciativas inseridas no certame, como a criação de uma bolsa de emprego e uma recolha de alimentos para o Banco Alimentar.Contudo, não se confirmaram na apresentação que decorreu na ViniPortugal, as anunciadas presenças dos ministros do Trabalho e do Ambiente, tendo apenas comparecido os presidentes do IEFP e do ISSS.O Ministério da Agricultura faz parte da estrutura accionista do CNEMA, com uma quota inferior a um por cento.João Machado adiantou que a CAP tem neste momento reunidos mais de 2.000 processos de agricultores que vão pôr o Estado em tribunal, exigindo o pagamento das ajudas no âmbito das medidas agro-ambientais com base nos contratos assinados há mais de um ano.Lusa
Ministro não vai ser convidado para a Feira da Agricultura

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...