uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Acabar com “monopólio” de Lisboa e Porto

Edição de 26.04.2006 | Política
Estabilizar o partido, dialogar com a militância jovem e operar uma revolução em matéria de organização interna são algumas das principais linhas da moção “Na União está a Razão”, que a distrital de Santarém vai apresentar ao congresso extraordinário do partido, em 6 e 7 de Maio, na Batalha.Herculano Gonçalves quer implementar uma nova revisão orgânica na comissão política nacional do partido, deixando de estar centrada na distrital de Lisboa e passando a integrar pelo menos um eleito de cada distrito e regiões autónomas. O mesmo pretende aplicar em relação ao Conselho Nacional, Secretaria-Geral e presidência do partido.Consta ainda da moção alterar o financiamento das distritais do CDS-PP para lhes dar mais dignidade. “Vamos propor que 20 por cento das receitas certas do partido sejam canalizadas, equitativamente, para as distritais, ou um mínimo de 750 euros mensais”, propõe Herculano, que recorda os 322 euros mensais que a distrital de Santarém recebe mensalmente.Nas grandes linhas nacionais o candidato à liderança do CDS-PP promete lutar contra a regionalização e despenalização do aborto, defender a revisão da Constituição, principalmente em matéria de legislação laboral, e conferir às comissões políticas distritais e concelhias do partido a responsabilidade de escolha de candidatos a eleições legislativas e autárquicas.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...