uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Forte da Casa fica sem as urgências

Edição de 26.04.2006 | Sociedade
O ministério da Saúde não pretende reabrir o Serviço de Atendimento Complementar (SAC) no Centro de Saúde do Forte da Casa. A decisão foi dada a conhecer ao deputado parlamentar do PSD Duarte Pacheco, em resposta a um requerimento de Fevereiro deste ano. De acordo com a resposta dada pelo ministério da Saúde, na base da decisão esteve a “não existência de recursos suficientes, tanto a nível médico como administrativo, que permitissem a coexistência de dois atendimentos”. Segundo o documento, a opção por um único SAC no Centro de Saúde da Póvoa de Santa Iria prendeu-se com “o facto de existirem 7096 utentes sem médico de família na sede e a necessidade de reorganizar os recursos humanos de modo a dar a todos os cidadãos um médico de família”.Na base da decisão do ministério esteve ainda a existência de um Regime Remuneratório Especial e de um SAC em Vialonga, a funcionar até às 22 horas nos dias úteis. O SAC do Forte da Casa encerrou em Julho do ano passado tendo sido transferido para o Centro de Saúde da Póvoa. O atendimento complementar funcionava entre as 18h e as 24h e servia uma população de cerca de 13 mil habitantes.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...