uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Associações não deixam morrer Ascensão

Associações não deixam morrer Ascensão

Forças vivas uniram-se para que a tradição prossiga na Chamusca

As dificuldades financeiras da autarquia foram compensadas pelo voluntarismo do meio associativo que se disponibilizou para garantir a continuidade da festa.

Edição de 03.05.2006 | Cultura e Lazer
Este ano não vão ocorrer os tradicionais festejos da Semana da Ascensão na Chamusca mas a festa também não se vai limitar à comemoração do feriado de 25 de Maio, quinta-feira da Ascensão, como tinha sido anunciado inicialmente pela autarquia.“Não podemos estar a vender gato por lebre a quem nos visita. Nesse sentido não vai haver a Semana da Ascensão como as pessoas estavam habituadas”, afirmou ao nosso jornal o vice-presidente da Câmara da Chamusca, Francisco Matias (CDU).No entanto, o autarca, que há vários anos é o principal responsável pela festa, revela que houve uma enorme onda de solidariedade por parte das associações do concelho, que se disponibilizaram para organizar espectáculos não recebendo qualquer verba em troca. A câmara vai dar apenas apoio logístico em termos de transporte e de cedência de equipamentos como aparelhagens sonoras ou stands já existentes.“Houve uma reunião com as associações do concelho que se disponibilizaram para participar nas actividades que a câmara tinha previsto para dois dias. Aos poucos os espectáculos foram-se sucedendo e tornou-se impossível concentrar tudo nos dois dias inicialmente previstos”, explicou Francisco Matias. Assim, na semana de 20 a 28 de Maio, só não haverá actividades nos dias 22 e 23. Este ano não haverá os grandes concertos, que nos anos anteriores se dividiam por três palcos diferentes. Por realizar fica também a mostra de actividades económicas e este ano não há ruas encerradas ao trânsito.As festas da Ascensão, cujo programa ainda poderá sofrer alterações, começam no dia 20, às 17h00, com a reabertura do Cine-Teatro da Misericórdia, que será oficialmente reinaugurado depois das obras de remodelação a que foi sujeito.No mesmo dia realiza-se, às 21h00, um desfile teatral pela rua Direita de São Pedro e, às 22h30, na Praça de Touros da Chamusca, haverá um espectáculo intitulado “O Touro, Paixão e Morte na Arena Ibérica”.No dia 21, domingo, haverá cinema para a infância, às 15h30, no Cine-Teatro da Misericórdia e às 21h00 na rua Direita de São Pedro.Na quarta-feira, dia 24, haverá várias actividades, destacando-se às 16h30 a tradicional saída ao campo em carroças e charretes para a apanha da espiga. Às 21h30, no parque municipal abre ao público a Feira Rural da Ascensão e às 22h00, no salão dos Bombeiros, haverá uma noite de fados. Às 22h30, na zona da festa brava, haverá picaria e sevilhanas e à mesma hora, mas no parque municipal, actuam as bandas The Peorth e Declínios.A tradicional entrada de touros da quinta-feira da Ascensão realiza-se às 12h00 e é um dos pontos altos do feriado municipal. Às 17h00, na praça de touros, haverá uma tourada.Sexta-feira, 26 de Maio, terá três espectáculos: apresentação do CD “Alma em tom maior”, de João Chora, às 22h00, no Cine-Teatro Misericórdia; Francisco Velez com a banda PSR, às 22h30, no Parque Municipal; e Fado Vadio, às 23h30, no edifício O Lagar.Sábado será o dia com maior número de actividades, que começarão pelas 09h00 com um passeio hípico e outro todo-o-terreno. À tarde haverá um torneio de basquetebol e à noite corrida de touros e animação nocturna.No último dia haverá um concurso de pesca desportiva (08h30 na barragem Paio Poldro, em Ulme), a festa da música, da etnografia e do folclore (15h30, no parque municipal) e um convívio final com o Duo Bonfim, no mesmo local, a partir das 18h30.À noite, todos os dias, no parque municipal haverá tasquinhas a cargo de associações do concelho.Recorde-se que devido às dificuldades financeiras da autarquia, consubstanciadas numa dívida de 14 milhões de euros, as comemorações da Ascensão tinham sido encurtadas para apenas dois dias, quarta e quinta-feira. O anúncio chegou a ser feito à população através dos habituais folhetos informativos que a câmara distribui regularmente.
Associações não deixam morrer Ascensão

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...