uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Samora tem novo ginásio

Câmara suportou investimento de 246 mil euros

O novo ginásio escolar de Samora Correia vai abrir as portas à comunidade para reforçar a oferta de espaços para a prática desportiva.

Edição de 03.05.2006 | Desporto
O azul é o tom dominante no novo ginásio de Samora Correia inaugurado no dia 25 de Abril. O equipamento, integrado no complexo da Escola EB 2/3 Professor João Fernandes, irá servir também as colectividades e associações.Um ginásio quadrado com 15 metros de lado e muita luz natural irá receber os ginastas. Balneários para homens e mulheres, gabinetes para os técnicos, professores e para as colectividades e espaços de apoio ocupam uma área de construção de 521 m2. O ginásio está preparado para receber deficientes e tem uma entrada directa que permite o acesso sem passar pela escola.“Podiam fazer uma coisa maior. A vila está a crescer e isto é muito apertado”, disse Maria Rita, uma das curiosas que participou na cerimónia de inauguração. Já o pequeno Nuno André lamentou não ter havido uma demonstração de ginástica na inauguração.Em dia de festa e de grande significado para o país, as críticas foram substituídas pelos elogios de autarcas e forças vivas. “É uma mais valia para Samora Correia”, realçou a presidente do agrupamento de escolas, Maria Luzia Neves. A responsável elogiou a sensibilidade da Câmara Municipal de Benavente para as questões da educação.O presidente António Ganhão, professor de carreira e responsável pela área da Educação na Associação Nacional de Municípios Portugueses, valorizou a prática desportiva na escola e nas associações. O edil explicou que o ginásio era uma necessidade face às dificuldades para gerir os tempos de utilização no pavilhão gimnodesportivo que fica do outro lado da rua. “Tem havido alguns conflitos naturais e era necessário encontrar uma solução”, referiu.O ginásio vai servir a escola até às 18h00 e depois estará disponível para a população através das colectividades e associações.António Ganhão frisou ainda o facto da obra ter sido feita no prazo previsto e sem derrapagem de custos e deu os parabéns à empresa.”É uma lição e prova que é possível cumprir prazos e custos”, referiu.O ginásio custou 246 mil euros, um investimento suportado em exclusivo pela autarquia.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...