uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Guarda nocturno evita furto de botijas de gás

Guarda nocturno evita furto de botijas de gás

Fugiram a pé e deixaram a viatura carregada
Edição de 03.05.2006 | Sociedade
O furto de cerca de duas dezenas de botijas de gás de um depósito de armazenagem foi evitado pelo guarda-nocturno de Alhandra, na madrugada de 27 de Abril. Os assaltantes, ao pressentirem a chegada do veículo do guarda-nocturno, abandonaram no local a viatura em que se transportavam e fugiram a pé.O depósito de gás, localizado na estrada de Arruda, pertence a um comerciante de Alhandra, agente da Shell, e encontra-se junto a uma antiga cerâmica, onde estão estacionadas algumas viaturas pesadas, cujo proprietário é contribuinte do guarda-nocturno.“Fui dar a volta aos camiões, para ver se estava tudo bem, quando me apercebi da presença de um carro no escuro”, contou a O MIRANTE, o guarda-nocturno Alves. O agente privado de vigilância nocturna, veio a descobrir no interior do Opel Corsa, onze garrafas de gás, estando mais doze no chão.“Eu não vi ninguém, devem ter fugido para o mato quando cheguei...”, refere o guarda-nocturno que avisou de imediato a GNR de Alhandra.Tudo indica que os gatunos retiraram as garrafas de gás por cima da rede do depósito, com cerca de três metros de altura, atirando-as para o exterior, e estariam a preparar-se para levar um primeiro carregamento, quando foram surpreendidos.Fonte da Guarda revelou ao nosso jornal que o veículo está registado em nome de uma oficina do Cartaxo, que o terá vendido ao actual proprietário, residente no Carregado.Nos últimos meses aumentou consideravelmente o furto de botijas de gás doméstico, que facilmente são vendidas por metade do preço.Na semana passada, o armazém da empresa Marul, agente da GALP em Vila Franca de Xira, foi assaltado, tendo os gatunos retirado pelo telhado quatro garrafas de gás. Há cerca de um mês, de um armazém, localizado em Povos, foram furtadas 35 garrafas “pluma” (as tais da menina do gás), também retiradas pelo telhado.“Nós até sabemos que algumas dessas garrafas foram vendidas por dez euros...”, disse ao nosso jornal o proprietário da Marul.Outro depósito de gás, localizado no cais de Povos, já foi também assaltado por diversas vezes.Além dos armazéns, diversos comerciantes da região já ficaram sem as garrafas que colocam junto aos estabelecimentos, apesar estarem dentro de armações em ferro, fechadas com cadeados de alta segurança.José Bernardes
Guarda nocturno evita furto de botijas de gás

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...