uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Jovens da Chamusca na final a quatro

Taça Nacional de Juniores em Basquetebol
Edição de 10.05.2006 | Desporto
A equipa de “Juniores A” do Chamusca Basket conseguiu, sábado, com uma vitória sobre o Tondela (82-76), o apuramento para a final a quatro da Taça Nacional. O resultado do jogo disputado na Marinha Grande definiu os quatro finalistas da prova, que são para além da equipa chamusquense, Seixal FC, Leça e CAB Madeira. A equipa chamusquense realizou uma excelente época até ao momento, sagrando-se Campeã Distrital e Inter-Regional e obtendo o segundo lugar na Zona Sul atrás do Seixal, factor que lhe permitiu disputar este jogo de apuramento com o Tondela que ficou em segundo lugar na Zona Norte.No jogo, os ribatejanos entraram muito bem fazendo um parcial de 19-4, pensando-se que se iria assistir a uma tarefa fácil. Porém a equipa de Tondela, muito concentrada, aproveitou as falhas de concentração dos chamusquenses e ao intervalo perdia somente por 4 pontos (44-40).Na segunda parte o jogo esteve sempre equilibrado com ambas as equipas a nunca se distanciarem mais de três pontos. Mas a dois minutos do final Rui Tanoeiro marcou dois triplos que foram decisivos para o alargar da diferença final para 82-76 e garantir um apuramento inédito e brilhante, que colocou em delírio a grande claque que se deslocou até à Marinha Grande para apoiar a equipa.Pelo Chamusca Basket alinharam e marcaram: Rui Tanoeiro (28), Aylton Semedo (28), Duarte Oliveira (3), Diogo Agostinho (11), André Mira (10), Pedro Mira (2), Tiago Pereira, Diogo Carranço, Luís Santos, Fábio Grazina, Alexandre Colaço.No final do jogo o treinador Manuel Azevedo não continha a satisfação e garantia que estes jovens são o futuro do basquetebol na Chamusca. Mas pedia rigor, respeito mútuo e disciplina, factos que, por vezes, são ignorados e tornam ineficazes as tarefas de alguns técnicos que tentam alcançar resultados com expressão nacional em clubes como o da Chamusca.Manuel Azevedo chamou a atenção para o facto de apesar de ninguém ser profissional da modalidade, existirem pessoas que dão muitas horas ao Chamusca Basket, e que são essas pessoas que tornam possível manter em actividade cerca de 120 atletas e nove equipas. “E mesmo assim existem pessoas que não compreendem esta situação, colocando entraves e desenvolvendo cenários para desacreditar quem trabalha em prol da sua terra, com honestidade e frontalidade”.O técnico chamou também a atenção para o trabalho efectuado nas camadas jovens, que mercê de uma profunda remodelação, sobretudo, ao nível do espírito com que atletas e treinadores desenvolvem as suas actividades de treinos e de jogos, levam as equipas de formação a seguirem invictas no Torneio do Futuro da Associação de Basquetebol de Santarém, e liderarem também só com vitórias o Torneio da Associação de Basquetebol de Setúbal.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...