uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Bombeiros de Azambuja precisam de novo quartel

Bombeiros de Azambuja precisam de novo quartel

Edifício dos soldados da paz tem 20 anos
Edição de 10.05.2006 | Sociedade
A Associação dos Bombeiros Voluntários de Azambuja precisa de um novo quartel sede para substituir o actual edifício que está “a rebentar pelas costuras”.O alerta foi deixado pelo recém empossado presidente da direcção dos bombeiros, António Duarte, durante a cerimónia de tomada de posse dos novos corpos sociais, que decorreu na noite de quarta-feira, 26 de Abril, no salão nobre do quartel.O actual edifício já tem 20 anos e pouca capacidade para albergar com dignidade os 61 voluntários da corporação, que em Janeiro do próximo ano comemora 75 anos de existência.A intenção de construir o novo quartel sede já tem alguns anos, mas António Duarte lembra que este é um processo moroso e complexo. O reeleito presidente da direcção confessa que ficará satisfeito se no próximo triénio deixar já consolidados os alicerces da tão aguardada obra.António Duarte espera que a câmara apoie a construção do equipamento social e disponibilize um espaço para a implantação do futuro quartel no Plano Director Municipal. As imediações do parque de estacionamento da CP e do restaurante “O Gaibéu” são duas hipóteses que estão a ser estudadas para a localização do equipamento que deverá rondar os 2.250 mil euros.O vice-presidente da Câmara de Azambuja, Luís de Sousa, garantiu que a autarquia está disposta a colaborar com a associação na construção do “merecido quartel sede da associação”.O presidente da direcção dos bombeiros, António Duarte, quer continuar a garantir que os soldados da paz têm os equipamentos e as viaturas necessárias ao serviço que desempenham, mas reconhece que nem sempre é fácil. “Há sempre qualquer coisa que falta. Se não é o equipamento é a formação”, descreve.A direcção adquiriu nos últimos anos oito viaturas e vários equipamentos de protecção dos bombeiros. “São equipamentos por vezes mais caros que as viaturas e que não se vêem tão facilmente”, sublinha. Ana Santiago
Bombeiros de Azambuja precisam de novo quartel

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...