uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Procuram-se jovens para proteger floresta

Procuram-se jovens para proteger floresta

Delegação de Santarém do Instituto Português da Juventude lança repto a nível distrital

O programa Voluntariado Jovem para as Florestas 2006 quer que a juventude contribua no terreno para a preservação da floresta, com acções de prevenção, limpeza, vigilância e detecção de incêndios.

Edição de 10.05.2006 | Sociedade
Meio milhar de jovens deve percorrer as florestas do distrito de Santarém em acções de prevenção, limpeza e sensibilização entre Junho e Setembro no âmbito do programa Voluntariado Jovem para as Florestas 2006.A delegação distrital de Santarém do Instituto Português da Juventude (IPJ) espera mobilizar 500 jovens voluntários entre os 18 e os 30 anos. Um número bem superior aos 385 que participaram na acção em 2005.O delegado distrital do IPJ, Hugo Cristóvão, realçou a importância das iniciativas previstas, que contemplam acções de prevenção e detecção de fogos florestais, intervenções de limpeza para segurança das populações. Vigilância fixa ou móvel em áreas e perímetros florestais e a detecção de incêndios e acções de sensibilização entre as populações são outras actividades previstas.O programa funcionará no terreno com 15 dias de voluntariado que pode ser renovado por outra quinzena, se a entidade proponente do projecto o entender.“A presença dos jovens na floresta será factor dissuasor mas também de sensibilização das populações para que em torno das suas casas e dos seus aglomerados populacionais limpem a floresta e evitem que ocorram incêndios como os de 20 de Agosto de 2005”, opinou o chefe de gabinete do governador civil de Santarém, Carlos Catalão.A Chamusca é uma das autarquias que deverá repetir a presença como entidade promotora local do programa de voluntariado. Segundo o vereador Francisco Matias estuda-se por agora a melhor ocupação a atribuir aos jovens voluntários, dado que no concelho já existe uma acção concertada entre a protecção civil e a Associação dos Agricultores de Charneca (ACHAR) em matéria de vigilância térmica.“O ano passado tivemos cerca de 60 participantes em acções de limpeza. Penso que este ano o programa está melhor organizado e definido, no que respeita a períodos de tempo e de pagamento das bolsas”, realçou Francisco Matias. Em 2005 mais de 100 jovens inscreveram-se através da World Jeunesse Torrejana. Para o seu presidente, João Henriques, continua a haver muita receptividade.“Conseguimos reunir muitos jovens, principalmente universitários, e este ano pensamos reforçar esse número já que o limite aumentou de 385 para 500 elementos”, aventou.Ricardo Carreira
Procuram-se jovens para proteger floresta

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...