uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Semáforos para inglês ver

Semáforos para inglês ver

População exige ligação dos sinais luminosos colocados há dois anos no Pinheiro Grande

Há dois anos que foram colocados semáforos na EN 118, no troço que atravessa o Pinheiro Grande. Mas os sinais nunca chegaram a funcionar.

Edição de 10.05.2006 | Sociedade
A população do Pinheiro Grande, Chamusca, anda indignada e intrigada devido ao facto dos semáforos de limitação de velocidade colocados há mais de dois anos na Estrada Nacional 118, que atravessa a aldeia, nunca terem entrado em funcionamento. E por isso reclamam a sua ligação.A colocação de semáforos surgiu na sequência das obras de beneficiação efectuadas pela Estradas de Portugal na EN 118, que à entrada do Pinheiro Grande conta com três acessos para o interior da aldeia. Os sinais estão colocados no cimo de uma pequena lomba e a meio de uma recta que convida à velocidade. A zona é palco regular de acidentes.Segundo o presidente da Junta de Freguesia do Pinheiro Grande, José Augusto Carrinho (PS), foi feito um estudo que aconselhava a colocação de semáforos. “Que foram colocados, mas que até hoje nunca funcionaram, nem nos foi dada qualquer explicação para isso”, assegura o autarca.O local é muito perigoso e tem-se registado ali um grande número de acidentes, alguns deles de extrema gravidade. Uma situação que leva a população a reclamar pela ligação da sinalização. Na altura do último acidente, que não teve consequências graves, um popular que ali se encontrava, José Silva, dizia indignado que “enquanto não acontecer aqui alguma tragédia e morra alguém, ninguém liga importância a isto”.Também a Câmara Municipal da Chamusca está consciente da perigosidade do local, mas desconhece claramente o porquê dos semáforos ainda não terem sido ligados.A justificação que corre entre a população tem a ver com a disputa de quem irá pagar a electricidade que os sinais vão gastar. Situação que é desmentida pelo vice-presidente da câmara. Francisco Matias (CDU) garantiu não haver qualquer problema dessa natureza. “A única informação que temos é a de que existe um problema de aprovação dos semáforos e nada mais do que isso”.O MIRANTE contactou a Direcção de Estradas de Santarém para obter uma explicação para a morosidade na ligação dos semáforos. As perguntas foram colocadas por escrito, com a garantia que seriam respondidas no mesmo dia. Cinco dias depois não chegou à nossa redacção qualquer resposta ou explicação sobre o assunto.
Semáforos para inglês ver

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...