uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

A primeira vez das escolas

Equipa de Tomar conseguiu o seu primeiro título distrital
Edição de 17.05.2006 | Desporto
A equipa de iniciados da Escola de Futebol de Tomar sagrou-se campeã distrital de iniciados – Nível 1. Depois de um empate a zero no jogo da primeira mão, o clube da cidade do Nabão foi no domingo de manhã ao Cartaxo vencer por 1-0, conquistando aquele que é o seu primeiro título distrital, sete anos depois da criação do clube, em 1999.Foi um jogo emotivo de princípio a fim, com o vencedor do jogo - e consecutivamente do campeonato - a estar em dívida até ao último segundo. Macedo, aos nove minutos, fez o único tento da partida, saltando mais alto que todos na área do Cartaxo e respondendo da melhor maneira a um pontapé de canto, que levou a bola direitinha para a sua cabeça e depois para o fundo das redes.A festa dos jovens de Tomar foi feita com os seus apoiantes, que apesar de serem em menor número que os adeptos da casa, estiveram sempre com a equipa.O golo surgiu numa altura em que ninguém justificava ainda estar em vantagem mas deu alguma tranquilidade aos visitantes, que a partir daí controlaram o jogo, apesar da reacção, nem sempre constante, do Sport Lisboa e Cartaxo.Os últimos minutos da primeira parte foram quase de sufoco para a defesa da Escola de Tomar. A pressão da equipa da casa foi intensa e o golo esteve por milímetros. As duas equipas iriam mesmo empatadas para o descanso não fosse a bola esbarrar na trave de João Pedro.No segundo tempo o Cartaxo pareceu entrar algo receoso e os primeiros quinze minutos foram tranquilos para a equipa de Tomar, que foi gerindo o jogo com mestria. Só a partir do quarto de hora é que a equipa da casa pareceu perceber que tinha de dar tudo por tudo e os últimos vinte minutos jogaram-se quase exclusivamente no meio campo dos visitantes.O Cartaxo chegou ao empate aos 27 minutos, mas o golo foi anulado pela equipa de arbitragem. Uma decisão que pareceu correcta mas que deve ter desconcentrado o árbitro. Nos dez minutos finais, o jovem Ricardo Bico, que até ai tinha estado muito bem, cometeu uma série de erros que a sua actuação anterior não faziam antever. Ainda assim merece nota positivaEscolas dão frutosO treinador das Escolas de Tomar, José Carlos Marques, não escondia a satisfação desta vitória, que ainda por cima é o primeiro título da equipa nabantina. “Tem um sabor especial que é ainda maior por ter sido no campo do adversário. Foi difícil, tivemos alguns percalços durante o campeonato, com muitas lesões, mas penso que fizemos um bom campeonato, os miúdos estão unidos e foi um prémio muito importante para eles e para a Escola”, destacou o técnico.A equipa é praticamente toda constituída por iniciados de segundo ano, o que vai fazer com que na época que vem tenha de ser formado um grupo novo. “Com os miúdos da equipa B e mais alguns que possam vir vamos tentar manter no nacional, o que não será fácil mas temos de tentar”, conclui José Carlos Marques.Alfredo Amaral, treinador do Cartaxo, destacou a boa carreira da equipa ao longo de todo o campeonato, em que teve apenas uma derrota na primeira fase e terminou a segunda fase invicta. “Começámos com 22 jogadores e acabámos com 22 jogadores, atingimos a final, dignificamos o clube nas duas mãos, não ganhámos mas o mérito também foi deles, que estão de parabéns”, analisou.“Esta equipa já é a segunda final que perde. Quanto a mim não serve para finais. Sente muito a responsabilidade e enerva-se muito. Quem conhece esta equipa e viu como jogou hoje sabe que não tem a ver. Mas a formação passa também por disputar finais. Eles estão tristes, eu também estou mas isto faz parte do futebol”, completou Alfredo Amaral.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...