uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
XiraExpo mais forte em tempo de crise

XiraExpo mais forte em tempo de crise

Cerca de uma centena de empresas participam na feira económica de Vila Franca de Xira

Mais empresas e mais visitantes são os objectivos principais da II XiraExpo que decorre de sexta-feira a domingo em Vila Franca de Xira.

Edição de 17.05.2006 | Especial Xira Expo
A II Feira de Actividades Económicas de Vila Franca de Xira - XiraExpo vai juntar os agentes económicos do concelho de 19 a 21 de Maio num espaço com capacidade para 122 stands.Corrigidas algumas falhas da primeira edição, o objectivo é reforçar o número de expositores e de visitantes e colocar a feira num patamar superior.A XiraExpo vai ocupar o Parque Urbano da cidade e o pavilhão anexo. Mais de oito dezenas de empresas das áreas do comércio, indústria e serviços já confirmaram a sua presença.A organização considera que este é o momento ideal para potenciar o desenvolvimento económico do concelho. Na véspera da abertura da feira, na quinta-feira, 18 de Maio, será apresentado o Gabinete de Apoio ao Investidor, patrocinado pela câmara municipal, e que irá funcionar a partir de 1 de Junho.A mostra contará ainda com a presença das juntas de freguesia do concelho que irão mostrar o que têm de melhor nas áreas do património e do turismo.A organização considera que a primeira edição foi um sucesso com 77 empresas participantes e cerca de cinco mil visitantes. A presidente da câmara espera um reforço das empresas representadas e do público.As entradas continuam a ser pagas e custam um euro. “Temos de mudar mentalidades e um euro é um preço perfeitamente simbólico”, referiu Maria da Luz Rosinha.A câmara reparte a organização com a Associação do Comércio e Indústria e Serviços dos Concelhos de Vila Franca de Xira e Arruda dos Vinhos (ACIS) e a Associação para o Desenvolvimento Empresarial (ADINE).Miguel Nuno Santos, o novo presidente da ACIS, reconhece que a feira necessita de tempo para se afirmar, mas acredita que este segundo ano será decisivo. A redução do número de dias da feira e o reforço da qualidade e quantidade da animação são duas inovações salientadas pelo líder dos empresários e comerciantes.O presidente da ADINE, José Santa Marta Pico frisa que a feira foi afectada pelo momento difícil por que passam as empresas. Mesmo assim, a subida do número de expositores é um dado positivo.
XiraExpo mais forte em tempo de crise

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...