uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Pedro Justino

27 anos - U. Chamusca

Pedro Justino é um médio defensivo de elevada intensidade de trabalho, um trinco moderno, porque sabe sair a jogar. É um produto da formação do União Desportiva de Chamusca, onde começou a jogar aos 12 anos. Teve uma passagem pelo clube da sua terra - o Semideiro - no campeonato do Inatel e mais tarde no distrital, mas é U. Chamusca que tem feito a sua carreira de futebolista.

Edição de 24.05.2006 | Cromos da Bola
Há algum jogo que guarde pela positiva na sua memória?Sim. Guardo na memória o primeiro jogo oficial que fiz pela União. Era ainda uma criança mas é um jogo que nunca mais esqueço, porque nos correu muito bem e vencemos por um – zero. Foi uma grande alegria.E pela negativa?Recordo pela negativa, uma final do campeonato distrital de juniores disputado em Pernes, frente ao Rio Maior. Tínhamos uma equipa superior ao nosso adversário mas os nervos tolheram-nos os movimentos e acabámos por perder 4-3. Foi um dos dias mais tristes da minha carreira. Marca muitos golos durante a época? Recorda algum em especial?No lugar em que jogo não se marcam muitos golos, um ou dois golos por época já é bom. Recordo especialmente um golo marcado quando jogava no Semideiro, na segunda divisão distrital. Foi na Moçarria e deu para vencermos e garantir o terceiro lugar final.Joga da mesma maneira num campo relvado ou num pelado?Jogar da mesma maneira jogo, mas é muito melhor jogar num campo relvado. A bola rola de outra forma e é mais fácil jogar com ela rente ao solo. Quando temos que ir ao solo não se risca tanto o cromado.Que fazia se a sua namorada lhe pedisse para deixar o futebol?Primeiro ela não me ia pedir uma coisa dessas porque sabe que eu gosto muito de jogar futebol. Depois se ela fizesse esse pedido, não seria atendida, e eu fazia-lhe ver que o futebol não prejudica em nada a nossa relação. Mas era uma situação complicada.Como reagia se um adversário lhe cuspisse para cima?Infelizmente essa é uma situação que acontece muitas vezes dentro de um campo de futebol. Eu reajo com prudência. Fico muito chateado mas como geralmente quem faz isso é de um modo covarde, guardo a chatisse só para mim, para não prejudicar a minha equipa.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...