uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

O perigo do fácil acesso ao Aqueduto dos Pegões

Edição de 24.05.2006 | O Mirante dos Leitores
De passagem pela cidade de Tomar, onde vivi alguns anos da minha infância, quis recordar alguns locais de atracção naquela época já distante. Açude de Pedra, Convento de Cristo, Aqueduto de Pegões, etc... Era dia 1º de Maio, cerca das 14:00h. Depois de ter assistido ao funeral de uma familiar, constatei que após 50 anos, naquele último local, Aqueduto de Pegões, a “morte” continua à espreita. Tentei atravessar o Aqueduto quando tinha 15 anos. A meio do percurso fiquei bloqueado pelo medo, devido à altura do mesmo que é deveras tenebrosa quando se entra em pânico.Só com a ajuda de populares consegui salvar-me do que me parecia inevitável - desequilíbrio e queda do cimo daquela lendária estrutura que a acontecer seria fatal.Resido em Santarém e só em casos pontuais me desloco a Tomar, essa cidade de encanto natural. Entristece-me pensar que ao fim de todo este tempo o acesso àquele aqueduto continue, a ser livre, franquiando e permitindo eventuais situações de risco, por apostas de teimosia (infantil) ou por radicalismo e aventura.Sr. Serra (presidente da junta de freguesia de Carregueiros) peço-lhe que oiça este meu grito de alerta e que faça algo para a resolução deste problema. Não iremos querer o monumento demolido mas há que travar o acesso ao desespero através de um “cadeado”. Não é coisa difícil.José Manuel Nunes Frazão

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...