uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Bombeiros de Coruche querem mais uma equipa de primeira intervenção

Edição de 24.05.2006 | Sociedade
Os Bombeiros Municipais de Coruche (BMC) querem dispor até 30 de Junho de mais uma equipa de cinco elementos do Grupo de Primeira Intervenção (GPI) e outros dois de apoio, além da que já existe.Este ano, ao subsídio diário de 40 euros, por elemento, atribuído pelo Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC), a Câmara de Coruche decidiu acrescentar mais dez euros e a possibilidade de os operacionais almoçarem no refeitório municipal. A proposta partiu do comandante dos BMC e foi discutida na sessão camarária de 17 de Maio.“Temos um grupo de cinco elementos já preenchido. Queremos criar outro grupo de cinco para assegurar este trabalho entre Julho e Setembro, bem como de mais dois elementos como equipa de apoio em auto-tanque”, esclarece o comandante dos BMC, Rafael Rodrigues.Os elementos afectos aos GPI estão disponíveis 24 horas por dia para acções de vigilância e prevenção de incêndios com apoio de um pronto-socorro florestal, sendo os primeiros a actuar após a detecção de fogos no concelho. Também estão aptos a colaborar em acções de combate a incêndios de maiores proporções a nível distrital.Podem candidatar-se a integrar os GPI os bombeiros voluntários ou os profissionais em gozo de férias ou com segunda folga de, pelo menos, 12 horas.Homenagem a segundocomandante em OutubroA homenagem anunciada pela Câmara de Coruche ao segundo comandante dos BMC, que se aposentou a 3 de Maio, para a cerimónia do 25 de Abril acabou por não se realizar. Uma situação que o comandante da corporação, Rafael Rodrigues, diz ter sido ponderada.“A homenagem no 25 de Abril ficava um pouco desenquadrada do que foi a actividade de Manuel Maria Rodrigues durante muito anos. Por isso a cerimónia será realizada no dia do aniversário da corporação, a 5 de Outubro”, revela. Rafael Rodrigues refere ainda que, de momento, não está decidida a integração de um novo segundo comandante. Em cima da mesa poderá estar uma solução provisória ou a realização de um concurso público para a sua admissão.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...