uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

André Tomé

17 anos - PAÇO DOS NEGROS

André Tomé tem apenas 17 anos mas já é um médio ala direito de boa categoria. É muito jovem mas tem uma boa história para contar. Começou nas camadas jovens do União de Almeirim, passou depois para o Fazendense, e ainda como iniciado jogou no Cartaxo, então no nacional da categoria. Os cartaxeiros queriam que ele ali continuasse, mas o fazendense pediu a verba da formação para o desvincular. A equipa do Cartaxo não podia pagar e por isso André preferiu então jogar na equipa da sua terra, Paço dos Negros, que está a disputar o Campeonato do Inatel.

Edição de 31.05.2006 | Cromos da Bola
Como reagia se um adversário lhe cuspisse para cima?Infelizmente essa é uma situação que acontece muitas vezes dentro de um campo de futebol. A mim nunca me aconteceu, por isso não sei como reagiria. Mas que é uma acção muito cobarde isso é.Num jogo de futebol vale tudo para vencer?Não vale tudo. É importante que nós jogadores estejamos o mais concentrados possível, e lutemos pela vitória, mas sempre de forma leal e correcta.Tem algum jogo que recorde com intensidade?Há um jogo que nunca mais vou esquecer na minha vida. Jogava nos iniciados do Cartaxo e defrontávamos o Sporting, equipa que acabou por ser a campeã nacional nesse ano, e eu marquei o primeiro golo do jogo, que acabámos por empatar 2-2.Jogar num relvado é igual a jogar num pelado?De forma nenhuma. Jogar num relvado é muito melhor para toda a gente. Para os jogadores, que podem usar melhor a sua técnica, para os treinadores, que podem exigir mais ao seu grupo de trabalho, e para os espectadores, que podem ver melhores espectáculos.Como é a sua relação com os árbitros?É bastante calma e afável. Nunca fui um jogador indisciplinado. Não discuto com os árbitros porque penso que tal como nós jogadores eles também vão para o campo com vontade de fazer o seu melhor.Custa muito deixar de fazer outras coisas para treinar ou jogar aos domingos?A mim não me custa mesmo nada. Porque jogar futebol é aquilo que eu mais gosto de fazer. Os treinos servem para criar um melhor colectivo e para mim são muito importantes.Já teve alguma lesão grave?Não tenho tido muitas lesões. A pior que tive e me obrigou a estar sem jogar durante um mês e meio, aconteceu fora do futebol. Espetei um pau num pé, tirei-o mas ficou um bocado lá dentro, a ferida fechou e depois teve que ser aberta para retirar o que ficou lá dentro.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...