uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Víctor Mendes emociona Campo Pequeno

Víctor Mendes emociona Campo Pequeno

Pablo Mendoza e El Juli valorizaram regresso do matador

Num duelo de maestros, Víctor Mendes mostrou que apesar de ter mais 24 anos que El Juli ainda tem muito para dar à festa.

Edição de 31.05.2006 | Cultura e Lazer
Víctor Mendes mostrou que ainda tem muito para dar à festa na quinta-feira no Campo Pequeno. O matador ribatejano esteve brilhante a bandarilhar no primeiro da noite, realizou uma faena de bom nível no segundo e picou o madrileno El Juli (24 anos mais novo) que fechou a corrida com uma lide ao seu melhor nível.Mais de sete mil espectadores que aplaudiram de pé os dois maestros e o forcado Ricardo Patusco de Vila Franca de Xira. Os aficionados esperavam mais do melhor cavaleiro do mundo, Pablo Hermoso de Mendoza. Os toiros de da ganadaria de José Rosa Rodrigues, da Chamusca, não ajudaram. O rojoneador espanhol esforçou-se com recortes, piruetas, câmbios em terrenos apertados, mas não conseguiu a lide que se esperava. O espanhol saiu com o público dividido entre aplausos e alguns assobios depois de um bom par de bandarilhas. O cabo dos Forcados Amadores de Vila Franca de Xira não foi feliz. Vasco Dotti só conseguiu pegar o sobrero que substituiu o primeiro toiro à quarta tentativa e parece-nos que o experiente forcado poderia ter feito melhor. “Acontece quando menos esperamos. Estava preparado para correr bem, mas enfim...”, disse Vasco Dotti que recusou dar a volta com o cavaleiro. Na segunda pega Ricardo Patusco pegou com valentia e justificou a volta à arena debaixo de um aplauso contínuo.Apesar do êxito de El Juli, o público sentiu o momento vivido e considerou Víctor Mendes a figura da noite. O seu traje de luces vermelho brilhou quando mostrou que foi um dos melhores na arte de bandarilhar e proporcionou bons momentos no capote e na muleta com uma faena de arte e emoção. O matador vilafranquense estava cheio de ganas e entregou-se de corpo e alma a um toiro que nem sempre colaborou.“Foi uma corrida histórica porque sou o primeiro matador de toiros a tourear um toiro nesta nova projecção desta praça que passa a ser um tauródromo vocacionado para vários tipos de espectáculo”, disse a O MIRANTE na véspera da corrida. Para a noite ser perfeita, só faltou mais colaboração dos toiros de Ortigão Costa para os matadores e José Rosa Rodrigues para a lide a cavalo.Vila Franca de Xira esteve em peso na corrida com o seu matador, os seus forcados, centenas de aficionados locais e a Banda do Ateneu Artístico Vilafranquense a interpretar vários passodobles,.O primeiro da noite “Montera” foi dedicado a Víctor Mendes.Nelson Silva Lopes
Víctor Mendes emociona Campo Pequeno

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...