uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Jovem atleta do Riachense desapareceu no mar

Entrou no mar, na praia de São Pedro de Moel, e terá sido arrastado pela corrente

Um jovem de 15 anos, residente em Riachos, desapareceu no sábado, no mar na praia de São Pedro de Moel, e ainda não foi encontrado. André Pulquério estava com os colegas da secção de atletismo do Riachense num mini-estágio e desapareceu quando o grupo estava a passear.

Edição de 04.10.2006 | Desporto
André Pulquério, membro da equipa de atletismo do Clube Atlético Riachense, desapareceu no mar, na praia de S. Pedro de Moel, no sábado à tarde, cerca das 15h30. Apesar das buscas efectuadas pela Polícia Marítima, que disponibilizou meios aéreos e marítimos para a zona, e elementos do clube, na terça-feira, à hora do fecho desta edição de O MIRANTE, ainda não tinha sido encontrado.O jovem era pelo segundo ano consecutivo atleta do popular clube do concelho de Torres Novas e participava, segundo o presidente do Riachense, Jorge Pereira, juntamente com os seus companheiros, num mini-estágio de preparação na praia. Segundo Jorge Pereira, depois do treino da manhã e do almoço, os jovens, que estavam devidamente acompanhados pelos treinadores e dirigentes, ficaram na praia em descontracção. Dez deles foram dar um passeio pelo areal, com o aviso de não entrarem na água. Mas André e outro companheiro terão contrariado a advertência e arriscaram a entrada no mar sendo surpreendidos pela força da corrente. Dois dos seus companheiros de equipa que integravam o grupo de jovens que foi passear pelo areal contaram a O MIRANTE que aconteceu tudo muito rapidamente. “O André e o outro colega vinham connosco e disseram vamos ao banho. Dirigiram-se para a água, nós continuámos a passear e a última vez que os vimos, ainda à vontade, estavam com água um pouco abaixo da cintura. De repente vimos o outro colega atrapalhado a sair da água e já não vimos o André. Até pensámos que ele tinha saído da água mais cedo”, referiram os dois consternados jovens, que pediram para não ser identificados.Quando se aperceberam do desaparecimento do André, os colegas, apesar de muito chocados com o acontecimento, deram o alarme de imediato, criando uma corrente de mensagens por telemóvel, para comunicar o desaparecimento do jovem no mar. Os meios de socorro não demoraram, mas já era muito tarde e não havia sinais de André Pulquério.“Os treinadores e dirigentes que nos acompanhavam eram pessoas responsáveis e amigas, e bem nos chamaram a atenção a todos para não irmos para a água. O que aconteceu deixou-nos a todos de rastos”, garantiram os amigos do jovem que ainda continua desaparecido. André Pulquério tem 15 anos, frequenta o nono ano na Escola Secundária de Riachos e tem uma irmã um pouco mais velha. Segundo os dois jovens que acederam falar para O MIRANTE, o André é um jovem normal para a sua idade e nem era o mais desinquieto do grupo. “Gostava de brincar como qualquer de nós, mas era respeitador do que os treinadores mandavam”, garantiram.Como atleta era um jovem em progressão, era o que se chama um atleta de equipa. Gostava sobretudo de fazer provas rápidas e de meio fundo. Nos campeonatos distritais, participava nas estafetas de 4x100 metros e 4x400 metros, entre outras. Chegou a fazer o lançamento do dardo, mas fazia também provas de estrada ou corta mato. Nos últimos tempos tinha conseguido alguns bons resultados. A família e os amigos, que vivem com grande angústia este momento, têm poucas ou nenhumas esperanças de que seja encontrado vivo, mas enquanto o corpo não aparecer ainda mantêm acesa a luz da fé.No seio de toda a estrutura dirigente do Clube Atlético Riachense o ambiente é de grande consternação e desânimo. Jorge Pereira e os seus pares, que tudo têm feito para dinamizar o clube e especialmente a secção de atletismo são a imagem de completa desilusão.“Depois de todo o trabalho que temos desenvolvido para dar condições para trazer cada vez mais jovens para o nosso seio, temos uma situação destas que nos deixa completamente de rastos”, lamenta o responsável máximo pelo clube.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...