uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Os sonhos de Paulo Caldas

Os sonhos de Paulo Caldas

Câmara do Cartaxo define projectos estruturantes até 2020

A criação de um parque de ciência e lazer no Cartaxo está nos planos de investimento para anos vindouros.

Edição de 04.10.2006 | Sociedade
A criação de um parque de ciência e tecnologia no Cartaxo (dez milhões de euros), à semelhança do Tagus Valley em Abrantes, é uma das novidades dos projectos estruturantes do município do Cartaxo até 2020, apresentado segunda-feira pelo presidente Paulo Caldas (PS).“O Cartaxo ambiciona ter a sul um parque de ciência e tecnologia que crie valor nesta área de ligação com o Oeste e a Grande Lisboa, a criar possivelmente na Área de Localização Empresarial (ALE) do Falcão, junto ao nó da A1”, sustenta o autarca.Outro projecto é a possibilidade de ligação do Cartaxo à Ota (Alenquer), prolongando a variante à EN 365-2 a partir de Aveiras de Cima (Azambuja). Uma ligação de mais 15 quilómetros que já está a ser estudada em conjunto com os municípios vizinhos.Paulo Caldas considera o reforço do abastecimento de água e saneamento básico do concelho a grande prioridade de investimento, cifrado em sete milhões de euros. “Independentemente do futuro que vier a ter a empresa intermunicipal Águas do Ribatejo, este é um compromisso a cumprir. O mesmo objectivo mantemos em relação ao tarifário que a empresa prevê seja qual for o desfecho do processo”, revelou Paulo Caldas. Que não exclui a possibilidade de vir a concessionar esses serviços caso não haja evolução do processo.Os eixos estratégicos para o município dividem-se em três áreas. Eixo 1 virado para a qualificação, formação e empregabilidade (21 milhões de euros); eixo 2 referente à coesão territorial, ambiente e qualidade de vida (41,6 milhões de euros); o eixo 3 relacionado com as áreas da competitividade e inovação (102,5 milhões de euros).Paulo Caldas diz esperar que a consolidação da ALE do Falcão (25 milhões) e da área empresarial do Casal Branco (cinco milhões) se faça em tempo útil. A desclassificação de estradas nacionais do concelho (4,5 milhões) e a construção do ciclo-dique que ligará Santarém-Cartaxo-Azambuja (três milhões) são projectos que o edil do Cartaxo também quer ver concretizados.Ao longo de 2007 a autarquia pensa apresentar várias candidaturas de projectos já concluídos e outros actualmente em estudo para o QREN 2007-2013. O objectivo é ver aprovados o máximo de projectos que assegurem comparticipações a fundo perdido de 90 por cento. As restantes comparticipações atingem os 75 por cento.
Os sonhos de Paulo Caldas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...