uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Povoado da idade do Bronze em Vila Franca

Povoado da idade do Bronze em Vila Franca

Escavações arqueológicas revelam testemunhos com três mil anos no vale de Santa Sofia

Vila Franca já tinha vida há três mil anos. Os arqueólogos encontraram vestígios da idade do Bronze e da passagem dos romanos por Santa Sofia. As escavações não travam a obra do parque urbano.

Edição de 04.10.2006 | Sociedade
Há três mil anos o vale de Santa Sofia, em Vila Franca de Xira, era já habitado. Um povoado do período final da Idade do Bronze foi encontrado na encosta do vale, uma descoberta inesperada e rara na região do Vale do Tejo. Artefactos de pedra, fragmentos de bronze, pedaços de cerâmica manual e um movente de um moinho manual foram algumas das peças descobertas que permitiram situar a ocupação do vale de Santa Sofia no período final da pré-história. As escavações arqueológicas puseram ainda a descoberto os alicerces das cabanas de madeira e pele do povoado. Os trabalhos arqueológicos arrancaram em Junho na sequência da intervenção que está a ser feita para a reabilitação do vale e construção do parque urbano de Santa Sofia. João Pimenta, um dos arqueólogos contratados pela câmara municipal, diz que a descoberta do povoado com três mil anos é “extremamente importante para a história de Vila Franca”.Segundo refere, o achado mostra que o vale de Santa Sofia tem uma longa diacronia de ocupação e permite um maior conhecimento da história da hoje cidade ribatejana. João Pimenta explica que a ocupação estava ligada à exploração agrícola do vale, uma zona com vista privilegiada para o Tejo, o que a tornava também segura. Para além da movente do moinho que atesta a natureza rural da exploração, foram também encontrados potes de armazenagem de cereais. Entre os objectos postos a descoberto pelas escavações arqueológicas estão alguns que indicam que os fenícios passaram por Vila Franca de Xira. João Pimenta refere que os artefactos encontrados mostram que os mercadores do século XVIII a.C. que vieram da zona onde hoje se situa o Líbano comercializaram com o povoado aqui existente.Pedaços de uma ânfora de matriz fenícia foram encontrados entre os achados remetendo para a introdução do vinho na nossa cultura. Com os fenícios veio também a escrita, a roda de oleiro, a técnica de redução do ferro, o azeite e a arquitectura, que nos veio a caracterizar durante milhares de anos. O povoado descoberto no vale de Santa Sofia é um dos poucos achados arqueológicos da Idade do Bronze na região. Até agora apenas na Tapada da Ajuda, na foz do Tejo, e em Alpiarça foram encontradas estruturas deste período.Romanos tambémpassaram pelo valeA comprovar que a exploração agrícola do vale de Santa Sofia tem sido uma constante ao longo da história foram encontrados ainda vestígios romanos e da época medieval na área. O mais importante foi um habitat romano de características rurais.Nesse espaço, para além dos alicerces dos edifícios, foram também descobertos fragmentos de tijoleira e de telhados, bem como fragmentos de cerâmica e uma chave romana. Por não ter tanta importância monumental, o que resta do habitat foi protegido e tapado e cartografado como área ecológica. João Pimenta assegura que a área onde se encontra não será danificada pelos trabalhos de arranjo do vale e explica que o mais importante é a informação que se obteve com esta descoberta. Entre os objectos encontrados inclui-se ainda uma inscrição em calcário do século XVI, que o arqueólogo admite poder fazer parte da desaparecida ermida de Santa Sofia. Segundo refere, talvez depois de conseguirem decifrar a inscrição cheguem a uma conclusão. Os vestígios encontrados foram recolhidos para serem analisados, tratados e registados. João Pimenta adianta ainda que pode vir a ser realizada uma exposição com o material descoberto. Os trabalhos arqueológicos devem prolongar-se por mais sete semanas. No entanto, segundo Henrique Mendes, o outro arqueólogo responsável, o tempo pode variar em função das condições atmosféricas e do material que for entretanto encontrado. Sara Cardoso
Povoado da idade do Bronze em Vila Franca

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...